Aumento do efetivo policial em junho, sinaliza Schirmer a Vanazzi

— Fotos: Charles Dias

Mesmo sem divulgar o número de policiais, o secretário estadual de Segurança Pública, Cezar Schirmer, anunciou que a cidade de São Leopoldo está incluída no rol de municípios que receberão aumento do efetivo previsto para o final do mês de junho. Este foi um dos saldos positivos da audiência realizada nesta terça-feira, 25 de abril, em Porto Alegre, entre o secretário Schirmer, o prefeito Ary Vanazzi e uma comitiva de empresários e moradores leopoldenses.

A audiência com Schirmer tinha pelo menos quatro pontos importantes a serem discutidos: aumento do efetivo, presídio na cidade, implantação da Delegacia de Atendimento à Mulher e construção de um novo quartel para a Brigada Militar.

Nas duas vezes em que o Estado, nos últimos meses, mandou novos policiais aos municípios, São Leopoldo ficou de fora. A conversa de hoje era justamente para cobrar do Estado uma maior atenção à cidade e saber que critérios são usados para a distribuição do efetivo. Segundo o secretário Cezar Schirmer, uma nova leva de policiais, sendo pelo menos 1.200 brigadianos, será distribuída em junho. O critério, neste caso, será o índice de violência. De acordo com a SSP, 21 municípios do Estado concentram 80% da criminalidade e São Leopoldo está entre estes 21 municípios – por isso deve ser contemplado. Schirmer não precisou, no entanto, quantos policiais serão destacados.

O assunto da construção de um presídio na cidade parece estar fadado ao arquivamento. Um impasse jurídico, que se desenrola desde o governo Antonio Britto, impede o Estado de retomar o projeto. Já a construção de uma delegacia para mulheres pode avançar e se tornar realidade em breve. Por um termo de ajustamento de conduta entre Prefeitura e uma empresa, seriam destinados R$ 500 mil para o prédio, em uma área do governo estadual. Schirmer pediu que a solicitação de cedência da área seja encaminhada com brevidade.

“Avaliamos como positiva a audiência, descobrimos o porquê do projeto do presídio estar emperrado e tivemos anúncio que receberemos novos policiais”, disse o prefeito Ary Vanazzi. “Mas precisamos ficar atentos e continuar a mobilização com a comunidade para cobrar que o governo estadual realmente nos contemple. A área de segurança pública é um dos principais problemas que enfrentamos.”

Participaram do encontro, em Porto Alegre, representantes da Unisinos, Trensurb, Acist, Assemplife, CDL, Guarda Municipal e associação de moradores, além do secretário municipal de Segurança, Carlos Sant’ana. A viagem da comitiva leopoldense, de São Leopoldo a Porto Alegre, foi feita de trensurb – para que todos seguissem juntos e, com isso, demonstrassem a força da comunidade unida em torno de uma causa comum.