Angela-Lago lança seu primeiro livro de poema

 

Depois de traduzir Emily Dickinson e Rilke, Angela-Lago lança O caderno do jardineiro

Manacás, rosas, girassóis, sempre-vivas, lírios e muitas outras flores desabrocham em O caderno do jardineiro, coletânea de poemas de Angela-Lago que a SM tem a honra de lançar em seu catálogo. Com linguagem poética sofisticada, mas acessível a diversos níveis de leitura, os versos da premiada escritora e ilustradora mineira brincam com a sonoridade e o sentido das palavras.

A flor, como metáfora da existência humana, é ponto de partida para discorrer sobre a passagem do tempo, a transitoriedade, a fragilidade. Além disso, abre questões sobre a natureza e meio ambiente. Ainda que Angela-Lago esteja estreando na poesia, o resultado é um trabalho maduro e consistente, na esteira de suas traduções de poetas como Emily Dickinson e Rainer Maria Rilke.

Suas ilustrações delicadas, feitas a partir de fotografias, exploram transparências e incompletudes, em perfeito casamento com os poemas. O resultado é um conjunto coeso e profundo, capaz de encantar os mais variados leitores.

Sobre a autora e ilustradora
Angela-Lago nasceu em Belo Horizonte, em 1945. Morou na Venezuela e na Escócia. Hoje vive num pequeno vilarejo do Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais. Desde 1980, publica seus livros no Brasil e no exterior. Tida como um dos nomes mais importantes da literatura infantil e juvenil brasileira, possui uma grande obra, pela qual já recebeu inúmeros prêmios e condecorações.

FICHA TÉCNICA
Título: O caderno do jardineiro
Autora e ilustradora: Angela-Lago
Coleção: Comboio de Corda – Poesia
Indicação etária: a partir de 12 anos
Páginas: 64
Preço: R$ 40,00