Dia Mundial da Higienização das Mãos: um simples ato que pode evitar diversas doenças e infecções

Álcool gel limpa as mãos com mais eficiência, segundo especialistas

O Dia Mundial de Higiene das Mãos, celebrado em 5 de maio, visa promover a conscientização dos profissionais de saúde sobre a importância de salvar vidas por meio da higienização das mãos (de forma correta e sempre que necessário). Também fora do ambiente hospitalar, este hábito pode auxiliar muito no combate de diferentes doenças, como o vírus sincicial respiratório (VSR), resfriados, diarreia, conjuntivites, viroses e o vírus H1N1.
A médica Glaucia Varkulja, infectologista do Hospital Santa Catarina, explica que os germes estão presentes em todos os lugares e, como eles não são visíveis, muitas vezes não são tomadas as medidas adequadas para prevenção. “Diversas doenças transmitidas por água e alimentos contaminados por exemplo, estão associadas à falta de higienização ou higienização incorreta das mãos”, afirma a médica. “A transmissão é comum quando tocamos o puxador de portas, pressionamos botões de elevador, seguramos na barra dos transportes públicos ou damos apertos de mãos. Por isso é importante higienizar as mãos constantemente e, principalmente, antes das refeições”, conclui. De acordo com a especialista, a higiene de mãos deve ser feita com água e sabonete, quando houver sujeira visível, ou pela fricção com álcool gel. O produto alcoólico, por ser antisséptico, é mais eficiente na eliminação da flora microbiana das mãos.

Higienize sempre suas mãos:
– Antes de manipular e consumir alimentos;
– Antes e depois de entrar em contato com pessoas doentes;
– Depois de espirrar, tossir e assoar o nariz;
– Após entrar em contato com objetos e ambientes sujos ou contaminados;
– Após entrar em contato com animais;
– Sempre que as mãos estiverem sujas.