Município e Unisinos dão mais um passo para instalação do curso de Medicina

O prefeito Ary Vanazzi e o reitor da Unisinos Padre Marcelo Fernandes de Aquino na assinatura do termo – Foto: Charles Dias

A Prefeitura de São Leopoldo, a Fundação Hospital Centenário (FHC) e a Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos) firmaram termo de cooperação técnica para instalar o curso de Medicina. O prefeito, Ary Vanazzi, o reitor da Unisinos, Padre Marcelo Fernandes de Aquino, o secretário de Saúde, Fábio Bernardo, e o presidente do Hospital Centenário, Nelson Piovesan, assinaram o documento nesta terça-feira, 23 de maio, no Centro Administrativo.
As partes firmaram o termo com o objetivo de realizar atividades conjuntas nas áreas de ensino, pesquisa, desenvolvimento científico e tecnológico, produção e disseminação de conhecimento e de gestão e atenção integral à saúde. Visando, assim, a integração ensino-serviço e a qualificar a formação, a pesquisa, incorporação científica e tecnológica e a atenção oferecida à população. E, ainda, cumprindo os princípios e diretrizes do SUS na garantia de implementação do curso de Medicina.
De acordo com o secretário Fábio Bernardo, com as diretrizes apontadas no termo e o trabalho que será realizado, a previsão é de que no prazo de 90 dias, deve ser assinado o Contrato Organizativo de Ação Pública Ensino-Serviço (COAPES) exigido pelo Ministério da Educação, para início das atividades de ensino voltadas para as unidades de saúde da rede municipal.

O prefeito de São Leopoldo destacou que o trabalho será intenso neste período. “Queremos dar celeridade, dentro do prazo, dando os contornos do funcionamento do curso”, disse Vanazzi. O prefeito afirmou ainda que marcará um encontro com os prefeitos da região para apresentar o trabalho. Segundo o reitor da Unisinos, o projeto também agrega os municípios de Campo Bom, Estância Velha e Sapiranga.

Para o reitor, a questão da saúde é crucial. “Avançamos passo por passo na construção da rede de saúde e o curso de Medicina é a expressão desta construção”, falou. “Somos parceiros. O prefeito Ary Vanazzi formou um legado de trabalho e perseverança na hora da dificuldade. Confio na nossa capacidade de avançar com este projeto. A realidade nos mostrará que é possível”, ressaltou Padre Marcelo.

O trabalho se dará sobre os seguintes pontos: qualificação da infraestrutura, serviços, processos de trabalho e gestão da Rede Municipal de Saúde, incluindo a Fundação Hospital Centenário; estudos para viabilização e implantação do projeto do novo complexo hospitalar e do processo de transformação da Fundação Hospital Centenário em Hospital de Ensino; alinhamento de interesses na implantação do curso de Medicina da Unisinos junto à Rede Municipal de saúde e FHC, segundo os princípios do Sistema Único de Saúde; assegurar para os discentes do curso de medicina campo de estágio curriculares e práticas disciplinares. O secretário de Gestão e Governo, Marcel Frison, o vereador Dudu Moraes, o presidente do Conselho Municipal de Saúde (CMS), Luiz Fernando de Oliveira Martins, acompanharam o ato, entre outras autoridades.