Ação de voluntários beneficia animais do Canil Municipal de São Leopoldo

Os voluntários Daniel Reisewitz e Fernanda Basso foram os arquitetos responsáveis pela elaboração da planta baixa do Canil Municipal, localizado numa área de três hectares – Foto: Charles Dias

Dois cães tutelados pelo Canil Municipal de São Leopoldo, Horácio e Queridão, roubaram a cena durante a visita de voluntários ao prefeito Ary Vanazzi, nesta quinta-feira (25). Integrantes da Visita Pet, os cães estão interagindo com a comunidade. “São animais que moram no canil, saudáveis e sem contaminação. Acho que é a primeira vez que um animal do canil municipal entra na prefeitura e também é a primeira vez que um prefeito recebe um cão do canil no gabinete”, conta o secretário de Proteção Animal, Anderson Ribeiro.

O grupo de voluntários esteve na Prefeitura de São Leopoldo para entregar doações e a planta baixa do canil. “Os voluntários estão fazendo um verdadeiro levante no Canil Municipal. Nas duas últimas semanas, por exemplo, temos cerca de 30 pessoas envolvidas com a reforma geral do canil – também de forma voluntária – trabalhando na troca do telhado, calhas, pintura, alvenaria, telas de proteção, além de toda parte metálica sendo substituída” , disse Ribeiro, destacando também a parceria da Sempa com o Conselho Regional de Medicina Veterinária.

Os voluntários Daniel Reisewitz e Fernanda Basso foram os arquitetos responsáveis pela elaboração da planta baixa do Canil Municipal, localizado numa área de três hectares. “Foi feito um levantamento da estrutura existente no canil, área construída e número de baias. Está tudo mapeado. Além de facilitar o planejamento das reformas necessárias, facilita a gestão do espaço e encontrar a melhor forma de acomodar os animais”, explicou o arquiteto. Na ocasião também foram entregues medicamentos, luvas cirúrgicas e rações que foram arrecadados por comerciantes da rua 1º de Março durante uma ação beneficente do Dia das Mães.

Vanazzi lembrou que o compromisso oficial do município com o bem estar dos animais existe desde 2005. “Havia uma pressão enorme da comunidade para resolvermos a situação de uma antiga associação de proteção animal. Esse tema sempre foi tratado com muita responsabilidade, tanto que a gente acabou construindo o canil no Arroio da Manteiga”, lembrou. O prefeito destacou também que para a cidade virar modelo do ponto de vista do trato aos animais é preciso construir uma política pública de proteção, cuidado e conscientização. “O trabalho voluntário neste sentido é muito necessário. Queremos contar com a participação de vocês neste processo”, finalizou.

Saiba mais
Atualmente 300 animais vivem no canil municipal. A estimativa da Sempa é que cerda 4 mil cães e 6 mil gatos vivem em situação de rua. Além do Hospital Centenário, a Visita Pet também ocorre no Instituto Lenon, Lar São Francisco e Hospital São Pedro.