Relatório atesta segurança do isopor para o contato com alimentos

Pensando na questão da segurança alimentar, o Centro de Tecnologia de Embalagem do Instituto de Tecnologia de Alimentos (CETEA/ITAL) desenvolveu um relatório que confirma que as embalagens de EPS (conhecido como IsoporⓇ, marca registrada) são seguras para estarem em contato com alimentos, sejam eles frios, quentes, sólidos ou líquidos.

O relatório atesta que o IsoporⓇ , que é um plástico e é um dos materiais mais utilizados para essas embalagens, é 100% reciclável, inerte, atóxico, não contém CFC e HCFC, não contamina a água, ar e solo, não causa danos à camada de ozônio e nem contribui para formação de gases do efeito estufa ao ser descartado.

Para checar a essas conclusões, o documento reuniu informações técnicas sobre o produto, sobre os processos de fabricação das embalagens, seus efeitos durante o uso (aquecer, resfriar, transportar), as legislações vigentes no Brasil, Mercosul, Estados Unidos e União Europeia, além das questões ambientais.