Fumo é a causa de 95% dos casos de câncer de boca

Foto: Divulgação campanha Ministério da Saúde

31 de maio é o Dia Mundial de Combate ao Fumo e Dia de Combate ao Câncer Bucal, problema mais comum em pessoas fumantes e que poderia ser evitado com a eliminação deste péssimo habito

O fumo causa muitos problemas de saúde e ataca diretamente o pulmão, mas os problemas que ele causa vão além. Ele é um dos principais inimigos da saúde bucal, sendo responsável por 95% dos casos de câncer de boca, segundo o Departamento de Estomatologia do Hospital do Câncer.

O câncer de boca é composto por tumores malignos que atingem a boca e parte da garganta, sendo mais comum na região da língua. O cigarro pode causar esses tumores, pois em sua composição contém mais de 4.700 substâncias tóxicas, sendo que 60 delas são cancerígenas. “Os dentes e as gengivas são extremamente prejudicados pela nicotina. Além disso, o cigarro afeta diretamente a parte óssea da boca, prejudicando a sustentação da gengiva e causando espaços escuros entre os dentes”, explica o dr. Mauricio Querido.

O cigarro também atinge diretamente os esmaltes do dente, deixando os dentes mais sensíveis e amarelados. “Muitos fumantes acreditam que a escovação com maior frequência pode amenizar o amarelamento, mas o estrago causado pela nicotina deixa os dentes mais sensíveis, favorecendo um desgaste maior”, reforça dr. Mauricio.

Diagnóstico

É muito importante que o diagnostico do câncer bucal seja descoberto na fase inicial, com isso, as chances de cura são muito maiores. É preciso ficar atento e realizar o autoexame da boca, observando anormalidades e mudança nas partes interna e externa. Alguns sintomas podem indicar problemas, como o endurecimento de algumas áreas, aparecimento de caroços, feridas e inchaços. Ao notar qualquer diferença na região, é importante que a pessoa consulte um dentista para realização de um exame mais detalhado. “A visita regular ao dentista também é de extrema importância, pois é possível acompanhar a saúde da boca e detectar problemas com mais facilidade”, completa dr. Mauricio.

Prevenção

Para prevenir o câncer bucal, alguns hábitos devem ser evitados, sendo que o fumo é o principal deles, mas recomenda-se também evitar a ingestão de bebidas alcoólicas, manter uma alimentação saudável e visitar regularmente um dentista.