Inter vence Palmeiras por 2 a 1, mas fica fora da Copa do Brasil

D’Alessandro abriu o placar para o Inter — Fotos: Ricardo Duarte

O Internacional foi valente no Beira-Rio na noite desta quarta-feira. Chegou a estar vencendo o Palmeiras por 2 a 0, com gols de D’Alessandro e Nico López, mas sofreu um gol aos 34min do segundo tempo, o que tornou o resultado insuficiente para seguir na Copa do Brasil (havia sido derrotado por 1 a 0 no jogo de ida das oitavas). O reconhecimento pela boa atuação e pelo espírito de luta do time pôde ser visto nos aplausos dos mais de 34 mil torcedores colorados ao final do confronto.

Novidades na escalação

Comandado pelo interino Odair Hellmann à beira do gramado – Guto Ferreira assume a partir desta quinta-feira, quando será oficialmente apresentado -, o Internacional teve novidades contra o atual campeão brasileiro: o goleiro Danilo Fernandes e o lateral William retomaram a titularidade, emquanto o atacante Marcelo Cirino ganhou a vaga de William Pottker, impedido de atuar por já ter defendido a Ponte Preta nesta Copa do Brasil. O capitão D’Alessandro também voltou ao time depois de ser poupado na partida contra o Paysandu.

Eletrizante, Inter faz 1 a 0

O duelo começou em alto ritmo, com o Inter incisivo no ataque. Aos 2min, William fez lançamento longo, Edu Dracena se atrapalhou e a bola chegou até Nico López – o atacante invadiu a área e chutou para a defesa salvadora de Fernando Prass. Quase o gol! Aos 5min, Nico teve outra boa chance, ao disparar forte chute da meia-lua que raspou o travessão.

A pressão colorada tornou-se insuportável aos 8min, quando Edenilson fez passe milimétrico para D’Alessandro, que entrou na área pelo lado direito e chutou com categoria para fazer 1 a 0. Foi o quarto gol do gringo na tenporada e o 80º com a camisa do Clube do Povo. Explosão de alegria no Gigante!

Nico López marcou o segundo gol Colorado

Com a vantagem no placar, o ímpeto colorado arrefeceu um pouco e o Palmeiras passou a ameaçar na frente. O Inter se fechou bem e não permitiu que os paulistas finalizassem. E também especulou nos contra-ataques, como aos 27min, quando após rápida transição no meio-campo, Nico López chutou rente ao poste direito. Aos 41min, Nico, novamente, concluiu, de dentro da área, em cima do zagueiro Mina.

Nico López amplia no 2º tempo

O segundo tempo começou com o Inter pressionando em busca do segundo gol. Aos 7min, William cobrou escanteio, a bola cruzou toda a área e quase que Sasha, substituto de Marcelo Cirino no intervalo, conseguiu o desvio de cabeça no segundo poste. Aos 9min, a investida foi letal: D’Alessandro enfiou a bola entre os zagueiros e encontrou William, que foi ao fundo e cruzou rasteiro para Nico López empurrar para o fundo do gol! 2 a 0!

Palmeiras diminuiu e frustra classificação

Aos 26min, um bombardeiro palmeirense: William acertou a trave e, no rebote, o próprio William chutou à queima-roupa para a defesa providencial de Danilo Fernandes, Aos 34min, os visitantes mudaram o rumo da partida: Jean cobrou falta e Thiago Silva desviou de cabeça para descontar para o Verdão. O Inter foi para o tudo ou nada nos minutos finais, mas não conseguiu o terceiro gol e viu a vaga à próxima fase escapar.

O próximo jogo é pelo Brasileirão, sábado (3/6), às 19h, contra o Juventude, no Gigante. Será a estreia do técnico Guto Ferreira

Ficha técnica:

Internacional (2): Danilo Fernandes; William (Danilo Silva), Léo Ortiz, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenilson, Felipe Gutiérrez (Brenner) e D’Alessandro; Marcelo Cirino (Eduardo Sasha) e Nico López. Técnico interno: Odair Hellmann.

Palmeiras (1): Fernando Prass; Fabiano, Mina, Edu Dracena (Thiago Santos) e Zé Roberto; Felipe Melo, Tchê Tchê e Jean; Roger Guedes (Borja), Willian e Dudu (Keno). Técnico: Cuca.

Gols: D’Alessandro (I), aos 8min do primeiro tempo, Nico López (I), aos 9min do segundo tempo, Thiago Santos (P), aos 34min do segundo tempo.

Cartões amarelos: Edu Dracena, Felipe Melo, Borja (P); Léo Ortiz, Danilo Silva (I).

Pagantes: 31.871.
Menores: 1.144.
Não pagantes: 1.709.
Total público: 34.724.
Renda: R$ 877.661,00.

Arbitragem: Ricardo Marques Ribeiro, Marcio Eustaquio S Santiago e Pablo Almeida da Costa (trio de Minas Gerais).

Local: Beira-Rio.