Mais brasileiros pretendem viajar nas férias

Rio de Janeiro e Fernando de Noronha lideram a preferência nacional. Argentina aparece como destino favorito em pesquisa da Europ Assistance realizada pela Ipsos

Fernando de Noronha

Destinos nacionais para as férias deste ano estão no topo da lista de 34% dos brasileiros. É o que aponta a pesquisa global realizada pela Ipsos a pedido da Europ Assistance, pioneira e líder mundial em assistência 24 horas com 53 anos de experiência. Fundada em 1963 na França, é controlada pelo grupo italiano Generali.

Fernando de Noronha

Foram aplicadas 1 mil entrevistas no Brasil, por meio da internet, entre março e abril, e outras 10 mil com moradores da Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha, Estados Unidos, França, Itália e Suíça. Realizado há 17 anos, o estudo tem como objetivo oferecer uma estimativa anual dos planos de férias dos cidadãos desses países, além de suas motivações, destinos e tipos de viagem, em comparação ao ano anterior.

O levantamento mostrou que, embora o tempo médio das férias dos brasileiros seja superior ao das demais nacionalidades, houve redução de 2,5 para 2,2 semanas neste ano. Em decorrência disso, o orçamento médio diminuiu 23% em comparação ao de 2016, passando para R$ 4.407.

Com relação ao destino, 34% dos brasileiros entrevistados permanecerão no País no período de junho a setembro, e 66% irão para o exterior, favorecendo o continente sul-americano, especificamente a Argentina, que agora lidera a preferência nacional, à frente da França, Itália e Portugal. Já os Estados Unidos, segundo destino mais popular para os brasileiros em 2016, perderam 8 pontos neste ano, caindo de 9% para 1%.

A pesquisa mostrou também que 59% dos brasileiros optam por reserva em hotel, enquanto 35% preferem ficar na casa de amigos ou alugar um imóvel. Comparado aos demais países, os brasileiros mostraram-se mais interessados na possibilidade de locar um quarto em casa particular (34%).

Outro fator identificado foi o interesse por recomendações online: agora, o terceiro critério de decisão na seleção de hospedagem (31% na Europa, 31% nos Estados Unidos e 28% no Brasil), atrás do valor (respectivamente 67% 56%, 58%) e da localização do hotel (53%, 60%, 39%). Os brasileiros aparecem ainda como o público que mais publica opiniões online, principalmente sobre hotéis (71%), restaurante (70%), atração turística (68%) e companhia aérea (59%).