Eleições gerais britânicas

O líder do Partido Trabalhista Jeremy Corbyn chega ao colégio eleitoral no norte de LondresAndy Rain/EPA/EFE/direitos reservados

A primeira-ministra do Reino Unido, a conservadora Theresa May, e seu principal rival nas eleições gerais britânicas, o líder do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn foram às urnas logo cedo nesta quinta-feira (8). As informações são da Agência EFE.

Com semblante tranquilo, Theresa May votou ao lado do marido, Philip, na cidade de Sonning, no Condade de Berkshire. Ela chegou por volta das 9h20 (5h20 em Brasília), vestida com uma jaqueta branca e um calça preta, e não falou com a imprensa, que aguardava sua chegada.

Já o líder trabalhista, Jeremy Corbyn, votou em um colégio eleitoral do bairro de Holloway, no norte de Londres, por volta das 9h45 (horário local, 5h45 de Brasília). Corbyn testava sozinho, com semblante relaxado e sorridente.
Cerca de 46,9 milhões de eleitores britânicos estão aptos a votar hoje, nos quase 40 mil colégios eleitorais habilitados de todo o país, alguns com medidas de segurança reforçada por causa do atentado terrorista ocorrido em Londres, no último sábado (2), que terminou com oito mortos.

Eleições antecipadas

No último dia 18 de abril, Theresa May convocou, de surpresa, as eleições gerais no Reino Unido, antecipando o pleito em três anos, num momento em que as pesquisas indicavam ampla maioria de quase 20 pontos sobre seu principal rival. Durante a campanha, no entanto, a margem de vantagem se reduziu.

A primeira-ministra explicou que decidiu adiantar o calendário eleitoral para que o país possa contar com uma liderança estável no momento em que ocorrem as negociações sobre a saída do Reino Unido da União Europeia (UE), conhecido como Brexit (da união das palavras Britain e exit – saída em inglês).