Indústria de suplementos alimentares cresce 10%

Os dígitos comprovam que os brasileiros estão cada vez mais aderindo ao consumo de suplementos alimentares. A indústria não teve recuo, o setor conseguiu alcançar em 2016 R$1,49 bilhão em faturamento, o que representou um crescimento de 10% em relação ao período anterior.

A busca das pessoas por qualidade de vida, saúde e bem-estar, proporciona boas perspectivas para o setor neste ano. Outro fato relevante, conforme pesquisa publicada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é aumento da expectativa de vida dos brasileiros. Por essa razão, também cresce a preocupação com alimentação saudável e nutrição. Para Synésio Batista da Costa, presidente da Brasnutri, todas as categorias de produtos ganham cada vez mais destaque no mercado nacional e o suplemento é negócio promissor. “O setor de suplementos alimentares em breve passará para um novo patamar de desenvolvimento. Estamos com vários projetos em andamento que são considerados importantes para o crescimento do varejo no Brasil. Em 2017, é fundamental continuarmos otimistas em relação ao cenário econômico e acreditamos que o segmento continuará crescendo”, explica.

Pesquisa e Desenvolvimento

Os investimentos em produção, pesquisa e desenvolvimento (P&D) também contribuíram para a boa performance de fechamento do período. As empresas se mobilizam para acompanhar a onda de consumo de alimentos saudáveis e de preparo rápido, tanto que puderam ampliaram seu mix de produtos para o mercado de saúde, bem-estar e fitness. São diferentes soluções para as pessoas desejam ter uma alimentação saudável. Todo ano, são apresentados lançamentos inovadores para o mercado nacional, como: novos sabores e texturas para as barras de proteína, sobremesas fit, desenvolvimento de novos aromas para o famoso whey protein (proteína do soro o leite), entre outros. Para crescer, a criatividade e eficiência fazem parte do dia a dia dos empresários. “Para as empresas, o investimento em pesquisa e desenvolvimento é o fator fundamental de diferenciação no mercado. Existe um olhar atento para a inovação e o setor consegue alcançar com êxito as tendências internacionais. Ao oferecer soluções práticas de consumo, o segmento se alinha às expectativas do consumidor, pois em grande parte, podemos observar que cada vez mais o fator tempo tem se tornado relevante com relação às escolhas alimentares das pessoas. O mercado de suplementos se revela um campo fértil de pesquisa e oportunidades comerciais”, declara Synésio.

O Brasil conta hoje com 8 mil pontos de venda, entre lojas especializadas (body shops), farmácias, lojas virtuais (e-commerce) e lojas de produtos naturais.