Com 6 gols, Grêmio é vice-líder da Série A

Fotos: Lucas Uebel | Grêmio FBPA

Se esperava um jogo difícil e, mesmo com o largo placar, ele foi. Importante ressaltar: de muito gols.

O Grêmio encarou na noite desta quinta-feira a Chapecoense, em partida válida pela 5ª rodada do Campeonato Brasileiro. Venceu o time catarinense pelo placar de 6 a 3, na Arena Condá, em Chapecó.

O primeiro tempo iniciou movimentado, com muitos ataques organizados por ambas as equipes. Aos 20 minutos, o Tricolor abriu o marcador com um golaço sensacional – Michel, do meio campo, fez um lançamento que virou gol. Jandrei estava adiantado e a bola morreu no fundo das redes. Não demorou muito e aos 25’, o segundo gol da partida, agora não dos pés, mas sim da cabeça do volante – Depois da cobrança de falta de Luan, colocando a bola na área, o camisa 5 subiu e, de cabeça, mandou para o fundo das redes, marcando seu segundo na partida.

Aos 33’, a Chape descontou com um gol polêmico.

Na segunda etapa, Renato fez sua primeira alteração, aos 13 minutos. Tirou Barrios, que estava sentindo desconforto muscular e colocou Everton. Na sua primeira participação na partida, aos 14 minutos, o atacante recebeu um lançamento de Pedro Rocha e mandou por cobertura, marcando o terceiro gremista. Um minuto depois, foi a vez de Luan acionar o Cebolinha, que dominou, invadiu a área e de esquerda mandou para o fundo das redes.

Aos 27’, os donos da casa tiveram um pênalti duvidoso a seu favor. Reinaldo cobrou e mandou de perna canhota no canto direito de Marcelo Grohe, descontando.

Com 35 minutos, o Grêmio se lançou em um contra-ataque arrasador. Luan ficou cara a cara com a marcação e conseguiu passar por ela. Everton recebeu assistência na esquerda, invadiu a área e mandou para o fundo das redes, deslocando Jandrei e marcando seu terceiro gol, o quinto gremista.

A Chape ainda conseguiu descontar aos 44’, com Arthur. Mas no minuto seguinte, os gremistas responderam a altura. Ramiro deu um passe açucarado para Luan, que ficou de frente com Jandrei e mandou para o fundo das redes.

Final de jogo: Grêmio 6, Chapecoense 3.

Quanto as demais alterações: Maicon e Edilson, substituíram Pedro Rocha e Léo Moura.

Com o resultado, o Grêmio conquistou 3 pontos, chegando a 12, assumindo a vice-liderança do Brasileiro.

Escalação: Marcelo Grohe, Léo Moura, Rafael Thyere, Kannemann, Bruno Cortez, Michel, Arthur, Ramiro, Luan, Pedro Rocha e Lucas Barrios.

Banco: Bruno Grassi, Edilson, Bressan, Bruno Rodrigo, Maicon, Jailson, Kaio, Everton, Fernandinho e Beto da Silva.

O trio de arbitragem foi comandado por Rodolpho Toski Marques, auxiliado por Bruno Boschilia e Victor Hugo dos Santos.