Inter vence Náutico no Gigante da Beira-Rio

Colorado aplicou 4 a 2 no time pernanbucano e já é terceiro colocado

— Fotos: Ricardo Duarte

O Internacional bateu o Náutico por 4 a 2 na tarde deste sábado e conquistou a primeira vitória em casa neste Brasileirão da Série B. A partida válida pela sexta rodada teve fatos inusitados: houve quatro pênaltis bem marcados em prol do Inter, um omitido pela arbitragem, bem como um gol mal anulado de Carlos quando o placar ainda estava em branco.

Vamos à cronologia dos acontecimentos: Carlos fez 1 a 0, em um belo gol de cabeça, mas os pernambucanos empataram no finalzinho do primeiro tempo. Na etapa final, William Pottker e D’Alessandro marcaram em cobranças de pênalti. 3 a 1. Marcelo Cirino, que havia entrado no intervalo, desperdiçou uma penalidade. Mais tarde, Iago marcou mais um para o Náutico, deixando a partida perigosa. Pottker também perdeu um pênalti, e quando parecia que tudo já havia acontecido no jogo, Cirino marcou o quarto gol, para a festa dos mais de 23 mil torcedores que vieram ao Beira-Rio.

O Inter é o terceiro colocado, com 11 pontos, e na terça-feira (13/6), às 20h30, encara o América-MG em Belo Horizonte.

Carlos marca duas vezes, mas apenas um gol vale

O jogo começou com um erro grosseiro da arbitragem. Logo aos 3min, D’Alessandro cruzou na medida e Carlos mergulhou para marcar o gol de cabeça, mas o bandeirinha sinalizou impedimento totalmente inexistente – o atacante estava claramente atrás da linha do último defensor do Náutico. Aos 9min, o tira-teima: William Pottker foi à linha de fundo pela direita e cruzou com perfeição para Carlos cabecear para o fundo do gol. Desta vez, o gol foi validado!

O Inter manteve o controle do jogo, com destaque para os avanços de Pottker pela ponta-direita, como aos 16min, quando cruzou e quase surpreendeu o goleiro Tiago Cardoso, que espalmou para escanteio. Aos 31min, Edenilson aproveitou o rebote das proximidades da área e chutou com qualidade, obrigando o goleiro a fazer grande defesa, pois a bola entaria no ângulo. Aos 33min, Vinícius bateu cruzado e a bola passou perto da trave.

Pênalti omitido pelo árbitro

Aos 39min, mais uma nota negativa da arbitragem. Pottker recebeu passe na linha da grande área e sofreu a carga do zagueiro, mas o pênalti foi sonegado.

Empate pernambucano

Aos 44min, Vinícius aproveitou o cruzamento da direita e desviou de cabeça para igualar o placar.

Segundo tempo começa com Inter fazendo 2 a 1

No intervalo, Guto Ferreira promoveu uma mudança, colocando Marcelo Cirino no lugar de Nico López. Logo aos 2min, o Inter chegou com força pela direita e a bola sobrou livre para Edenilson no interior da pequena área, mas o jogador – que desempenhava a função de lateral direito – chutou fraco para a defesa de Tiago Cardoso. Mas o segundo gol estava amadurecendo. Aos 4min, Uendel acionou Marcelo Cirino, que foi puxado pela camisa no interior da área. Pênalti, desta vez marcado pelo árbitro! William Pottker pediu para cobrar e converteu, com um forte e eficiente chute. Colorado novamente em vantagem no Gigante!

D’Ale amplia, de pênalti

Aos 10min, Pottker finalizou de dentro da área, com o gol livre a sua frente, mas Nirley apareceu em cima da linha para salvar com um carrinho. Porém, o zagueiro acabou colocando a mão na bola. Pênalti marcado e jogador adversário expulso pelo segundo cartão amarelo. D’Alessandro cobrou no canto esquerdo e fez 3 a 1!

Cirino desperdiça penalidade

Aos 20min, mais um pênalti cometido pelo Náutico, agora de Darlan sobre Pottker. Marcelo Cirino foi o encarregado da cobrança que acabou sendo defendida por Tiago Cardoso.

Aos 31min, Rodrigo Dourado protagonizou um lindo lance, ao tabelar com Pottker sem deixar a bola cair até ingressar na área e chutar, de primeira, por cima do travessão. Seria um gol de placa! Aos 35min, Juan, que havia entrado minutos antes no lugar de D’Alessandro, disparou chute que passou por cima do gol pernambucano.

Náutico desconta

Aos 39min, Iago invadiu a área e chutou cruzado para diminuir a vantagem colorada. 3 a 2. Aos 43min, o Náutico cometeu o quarto pênalti na partida: o goleiro Tiago Cardoso deu um carrinho em Juan. Pottker cobrou e o goleiro defendeu.

Pottker perde pênalti, mas Cirino faz 4 a 2

Mas ainda havia tempo para o quarto gol do Inter. Aos 47min, Marcelo Cirino recebeu na área e bateu no cantinho esquerdo. Foi o seu primeiro gol com a camisa colorada! Antes do apito final, Rodrigo Dourado arriscou de longe e Tiago Cardoso espalmou para escanteio. Foi o último lance de uma partida eletrizante.


Ficha técnica:

Internacional (4): Danilo Fernandes; Edenilson, Léo Ortiz, Danilo Silva e Uendel; Rodrigo Dourado, Fabinho, D’Alessandro (Juan) e Carlos (Diego); Nico López (Marcelo Cirino) e William Pottker. Técnico: Guto Ferreira.

Náutico (2): Tiago Cardoso; Deivid, Aislan, Nirley e Manoel; Darlan, Amaral e Rodrigo Souza (Giovanni); Erick, Vinícius (Iago) e Jerônimo (Alison). Técnico: Waldemar Lemos;

Gols: Carlos (I), aos 9min do primeiro tempo, Vinícius (N), aos 44min do primeiro tempo, William Pottker (I), de pênalti, aos 6min do segundo tempo, D’Alessandro (I), de pênalti, aos 12min do segundo tempo, Iago (N), aos 39min do segundo tempo, Marcelo Cirino (I), aos 47min do segundo tempo.


Cartões amarelos: Rodrigo Souza, Nirley, Vinícius (N); Danilo Silva, Darlan (I). Expulsões: Nirley e Darlan (N).

Pagantes: 20.310.
Menores 1.534.
Não pagantes: 1.498.
Total: 23.342.
Renda: R$ 488.363,00.

Arbitargem: Paulo Roberto Alves Junior, auxiliado por Ivan Carlos Bohn e Luciano Roggenbaum (trio do Paraná).

Local: Beira-Rio.