RS: mais de 3,6 milhões de pessoas imunizadas contra a gripe

Do dia 10 de abril até agora, foram mais de 3,6 milhões de doses aplicadas e, entre os grupos prioritários, a cobertura chegou aos 85%

O secretário anunciou que a imunização será feita até o final do estoque de vacinas disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde – Foto: Divulgação SES

O secretário da Saúde, João Gabbardo dos Reis, divulgou os números da Campanha de Vacinação contra a Gripe 2017, nesta terça-feira (13), em entrevista coletiva. Do dia 10 de abril até agora, foram mais de 3,6 milhões de doses aplicadas e, entre os grupos prioritários, a cobertura chegou aos 85%.

A imunização será feita até o final do estoque de vacinas disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde. A Secretaria estima que ainda haja 63 mil doses, na rede pública, e orienta os municípios que ainda têm vacinas que centralizem o estoque remanescente em uma ou duas Unidades Básicas de Saúde, para facilitar o encaminhamento das pessoas e otimizar o armazenamento.

Muitos municípios já utilizaram todas as doses que receberam, mas o secretário garantiu que está assegurado um pequeno quantitativo para a segunda dose das crianças menores de 9 anos, que foram imunizadas contra a gripe pela primeira vez. Elas devem receber a segunda dose 30 dias após a primeira.

Gabbardo destacou a grande procura da população em geral, após o encerramento da primeira etapa da campanha. A partir da liberação, em 29 de maio, das 858 mil pessoas que foram vacinadas, 68% não faziam parte dos grupos prioritários. O secretário adiantou que para o próximo ano, a campanha de vacinação não deverá ser prorrogada, e após o seu término será liberada para a população em geral. “Essa deverá ser a posição do Ministério da Saúde em 2018, a exemplo do que fizemos este ano aqui no Rio Grande do Sul, liberando a vacina para todos”, afirmou.

Doses aplicadas e cobertura por grupos:

Crianças – 415 mil (69%)

Trabalhadores da saúde – 250 mil (80%)

Gestantes – 73 mil (68%)

Puérperas – 16 mil (94%)

Indígenas – 21 mil (93%)

Idosos – 1,36 milhão (93%)

Doentes crônicos / comorbidades – 709 mil

Sistema prisional – 26 mil

Professores – 117 mil

Sem comorbidade – 600 mil

Cobertura nos grupos prioritários – 85%

Total de doses aplicadas – 3.605.017