Escola de Gestão promove integração entre servidores

Os estudantes da primeira turma do curso de extensão em Gestão Pública Municipal aproveitaram o intervalo da aula do dia 13 de junho para confraternizar. Vestidos a caráter, os servidores trouxeram comidas típicas das festas juninas. O curso, realizado em parceria com a faculdade Senac, tem carga horária de 180h. As aulas iniciaram em fevereiro e se estendem até setembro na Escola de Gestão Pública (EGP), no segundo andar do Centro Administrativo. A diretora da EGP, Tatiane Plentz, destacou a importância da interação e do diálogo entre funcionários de diferentes setores.

“A EGP tem como proposta pedagógica a qualificação pessoal e profissional dos servidores. Com isto é de suma relevância que ocorram a interação entres colegas, que buscam neste espaço formação contínua. Realizar atividades festivas aproximam os servidores de um ambiente escolar”, explicou.

O curso

Para participar do curso de extensão, os 28 servidores celetistas ou estatutários da Administração Direta, Fundação Hospital Centenário, IAPS e Semae atenderam aos critérios de ter ensino superior e exercido Função Gratificada (FG) 1 e 2, ou, na lei anterior, FG4 ou FG5. A Faculdade Senac foi contratada para ministrar as aulas com os seguintes módulos: Gestão de Recursos Humanos, Gestão de Projetos, Metodologia, Modelos de Gestão Pública, Gestão de Políticas Públicas, Direito Constitucional, Gestão de Serviços Públicos Municipais, Direito Administrativo, Gestão de Orçamento Público, Ética, Contabilidade Pública, Gestão de Política Social, Gestão de Obras Públicas e Trabalho de Conclusão.

Escola de Gestão

Um local para promover ações de qualificação para o desenvolvimento de conhecimentos e habilidades na administração pública. Este é o principal objetivo da Escola de Gestão Pública (EGP) que completou um ano de atividades em abril. Neste período, 4.718 servidores e servidoras passaram por algum tipo de atualização, ou capacitação, num total de 2.038 cursos com 1.699 horas/aula.

O trabalho de criação da EGP começou em 2011 junto ao Programa de Modernização da Administração Tributária e da Gestão dos Setores Sociais Básicos (PMAT) do BNDES. Em 2014, foi criada a portaria para a gestão da escola. Para executar o projeto, a Administração Municipal captou recursos junto à Caixa Federal, BNDES e Secretaria do Tesouro Nacional, do PMAT.