Minha Casa Minha Vida entrega 480 unidades em Pelotas

Unidades habitacionais, da Faixa 1 do programa, foram entregues em dois residenciais e devem beneficiar 1,9 mil pessoas

Empreendimentos são compostos por apartamentos de 44,90 m² avaliados em R$ 64 mil cada Foto: Bruno Peres/Ministério das Cidades

A população do município de Pelotas, no Rio Grande do Sul, foi contemplada nesta quarta-feira (14) com 480 unidades habitacionais da Faixa 1 do programa Minha Casa Minha Vida, voltada a famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil.  As unidades fazem parte dos residenciais Acácia e Azaleia, com 240 unidades cada. A expectativa é de que as habitações beneficiem mais de 1,9 mil pessoas da região.

Os empreendimentos, resultado de um investimento de R$ 30,7 milhões do governo federal, são compostos de apartamentos de 44,90 metros quadrados, avaliados em R$ 64 mil cada. O Azaleia conta com oito imóveis adaptados para pessoas com deficiência.

Atendendo às exigências de qualidade do MCMV, os residenciais são equipados com infraestrutura completa, pavimentação, rede de água, esgotamento sanitário, drenagem e energia elétrica.

O ministro das Cidades, Bruno Araújo, destaca que, há um ano atrás, as obras do programa MCMV estavam paralisadas e os pagamentos, atrasados. “Hoje, estamos construindo mais de 500 mil em todo o Brasil como essas unidades aqui em Pelotas, com todos os pagamentos em dia. Isso que devolve a credibilidade para que continuemos avançando”, disse.

O Minha Casa, Minha Vida (MCMV) foi lançado em março de 2009 pelo governo federal para permitir o acesso à casa própria para famílias de baixa renda. Além do objetivo social, o programa gera emprego e renda por meio do incremento da cadeia produtiva do setor da construção civil.