Prévia da inflação atinge menor nível para junho em 11 anos

Em junho, indicador oficial atingiu 0,16%. Queda nos preços de alimentos e transportes foi responsável pelo resultado

No mês, menores preços de alimentos e transportes tiveram impacto positivo no IPCA-15 Tânia Rêgo/Agência Brasil

Em meio ao processo de estabilização da economia, o custo de vida continua a cair para o brasileiro. Em junho, a prévia da inflação oficial, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15), ficou em 0,16%, no menor patamar para o mês desde 2006, quando a taxa recuou 0,15%.

Com esse resultado, o índice desceu de 3,77% para 3,52% nos últimos 12 meses, a menor variação nessa base de comparação em dez anos, e resultou em uma taxa acumulada de 1,62% no primeiro semestre de 2017, melhor patamar para o período desde 1994.

Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística  (IBGE).

Entre os grupos que formam o IPCA-15, o principal influenciador do mês foi o de alimentação e bebidas, que registrou um recuo nos preços de 0,47%, diante da queda nos preços do tomate (-12,41%), das frutas (-7,20%), do óleo de soja (-3,85%), dos pescados (-2,93%) e do arroz (-1,70%).

Além disso, em junho, houve queda significativa de 0,10% nos preços de transporte, com recuo de 0,66% nos preços dos combustíveis. 

Custo de vida menor

Nos últimos 12 meses encerrados em junho, a inflação oficial atingiu seu menor nível desde 2007, passando de 4,08% para 3,60%. Com isso, a expectativa do mercado financeiro é de que a inflação encerre o ano em 3,71%, bem abaixo da meta perseguida pelo Banco Central.