Inter vence Brasil-Pel e entra no G4

O Inter foi a campo com novidades na escalação

Fabinho vibra com o gol marcado sobre o Xavante no Bento Freitas — Fotos: Ricardo Duarte

O Internacional conquistou importante vitória fora de casa no Campeonato Brasileiro da Série B. Com gol de Fabinho, o Colorado bateu o Brasil-Pel por 1 a 0 na tarde deste sábado, no Bento Freitas, pela 10ª rodada, e assumiu a quarta posição, com 17 pontos. Já são oito jogos de invencibilidade e três sem sofrer gol. Agora, o Inter terá dois jogos seguidos no Beira-Rio para consolidar a permanência no G4. No próximo sábado (1/7), recebe o Boa Esporte-MG, e no dia 8, o Criciúma.

Escalação com novidades

O Inter foi a campo com seu uniforme branco e com novidades na Zona Sul do Estado: o volante Charles e o atacante Brenner iniciaram entre os titulares; Fabinho foi o lateral pela direita e Edenilson reassumiu sua posição no meio-campo. A equipe foi escalada com: Danilo Fernandes; Fabinho, Danilo Silva, Klaus e Uendel; Rodrigo Dourado; Charles, Edenilson e D’Alessandro; Eduardo Sasha e Brenner.

Inter se impõe no Bento Freitas

O Colorado levou perigo à área do Xavante logo na saída de bola do jogo. O cronômetro marcava 13 segundos quando Fabinho foi à linha de fundo e cruzou para Charles cabecear para a defesa providencial de Marcelo Pitol para escanteio. Com marcação bem encaixada e ímpeto ofensivo, o Inter não deixava os donos da casa gostarem da partida. Aos 15min, Eduardo Sasha foi lançado por Uendel e deu um toquinho na bola na saída de Pitol, mas ela saiu caprichosamente pela linha de fundo. Quase o gol!

O time colorado seguiu ditando o ritmo, sem correr riscos e ameaçando na frente. Aos 20min, Charles cruzou da esquerda, a bola desviou em Cirilo e quase encobriu o goleiro, que teve que dar uma tapa providencial para escanteio. Cinco minutos depois, D’Alessandro concluiu, com perigo, por cima do travessão. Aos 31min, após boa troca de passes pelo meio, a bola chegou até Sasha na meia-lua, que disparou o chute para a defesa de Pitol. A primeira conclusão do Brasil-Pel foi somente aos 35min, em cobrança de falta de Itaqui que acabou nas mãos de Danilo Fernandes.

Fabinho chuta cruzado e abre o placar

A superioridade colorada na etapa inicial foi premiada aos 38min: após falha da zaga pelotense, Brenner encontrou D’Ale, que tocou para Fabinho chutar cruzado, com qualidade, no cantinho direito de Pitol. 1 a 0! Foi o primeiro gol do volante/lateral com a camisa do Clube do Povo.

Xavante tenta pressionar

Como era previsível, o Brasil-Pel adotou uma postura mais ofensiva no segundo tempo na busca pelo empate. Com este panorama, o Inter se fechou como pôde e passou a especular nos contra-ataques.

Aos 14min, Juninho entrou pelo lado esquerdo da área e chutou, sem ângulo, para a boa defesa de Danilo Fernandes. Aos 20min, em rápido contra-golpe, D’Alessandro concluiu da meia-lua e a bola raspou a trave direita. Aos 24min, a melhor chance do Xavante, em cabeceio de Lincom que passou muito perto da trave esquerda. Aos 34min, Aloísio chutou de longe e Danilo Fernandes espalmou para a frente, com a zaga afastando na sequência.

Chances de ampliar no final

Na reta final da etapa, o Inter criou oportunidades claras de gol. Aos 38min, Marcelo Cirino, que havia entrado momentos antes no lugar de Brenner, invadiu a área e chutou para a defesa salvadora de Pitol. Pouco depois, Cirino cabeceou para fora. Aos 40min, Diego, substituto de Sasha, quase acertou o ângulo esquerdo em chute de média distância. Aos 44min, Diego ficou cara a cara com Pitol, mas concluiu para fora, rente à trave direita. Aos 45min, Uendel chutou cruzado e o goleiro xavante defendeu com o pé. O placar não foi mais elástico, mas a vitória estava garantida!

Ficha técnica:

Brasil-Pel (0): Marcelo Pitol; Wender, Cirilo, Teco e Breno; Leandro Leite (Gustavo Papa), Itaqui, Marcinho, Rafinha (Aloísio) e Nem (Juninho); Lincom. Técnico: Rogério Zimmermann.

Internacional (1): Danilo Fernandes; Fabinho, Danilo Silva, Klaus e Uendel; Rodrigo Dourado; Charles (Junio), Edenilson e D’Alessandro; Eduardo Sasha (Diego) e Brenner (Marcelo Cirino). Técnico: Guto Ferreira.

Gol: Fabinho (I), aos 38min do primeiro tempo

Cartões amarelos: Marcelo Pitol, Cirilo, Wender (B); Fabinho, Uendel (I).

Arbitragem: Andre Luiz de Freitas Castro, auxiliado por Cristhian Passos Sorence e Marcio Soares Maciel (trio de Goiânia).

Local: Bento Freitas, em Pelotas.