Autorizada retomada da restauração do armazém do Museu do Trem

O reinício das obras ocorre a partir da próxima quinta-feira, 29 de junho – Foto Decom

O prefeito de São Leopoldo, Ary Vanazzi, autorizou na segunda-feira, 26 de junho, o reinício das obras de restauração do armazém que integra o patrimônio histórico do Museu do Trem. O armazém, com área de 153 metros quadrados, vai abrigar o acervo técnico e funções administrativas do local. Com cerca de 48% dos serviços executados, a previsão de conclusão da reforma é de sete meses e custo aproximado de R$ 360 mil. O reinício das obras ocorre a partir da próxima quinta-feira, 29 de junho. O ato, realizado no pátio do Museu do Trem, contou com a presença de autoridades e do representante da empresa responsável pela reforma, Pert Engenharia Ltda., Fernando César.

O prefeito destacou a importância de retomar esta obra para a cultura do município. Lembrou que a obra foi viabilizada com uma emenda parlamentar da ex-deputada federal Manuela D’Ávila e recursos do município. “Estamos reiniciando uma obra que teve recurso captado em 2012. Vamos concluir esta e depois recuperar as relações com os grupos de trabalho voluntários para construir novamente a participação da sociedade. Fizemos atividades extraordinárias, culturais, pesquisas, estudos, porque tínhamos um processo de interação na nossa comunidade. Assim fazemos as coisas acontecerem”, frisou.

De acordo com o secretário de Cultura e Turismo, Ismael Mendonça, a atual gestão precisou da aprovação da Câmara de Vereadores para fazer a suplementação de recursos e continuar os trabalhos. Segundo o secretário, a falta de transição pelo governo anterior atrasou a retomada da obra. “Este prédio vai dar capacidade de atendimento à comunidade com educação patrimonial, administrativo. Aos poucos vamos retomando as obras para preservar a história com mais vida, mais riqueza”, disse.

Ismael Mendonça falou ainda sobre as condições em que se encontrava o museu. Serviços básicos como o corte de grama e troca de cem lâmpadas e reforma na rede elétrica precisaram ser feitos, além da descupinização dos vagões que estavam se deteriorando. “Com estas ações estamos trazendo um pouco mais de segurança para os visitantes e para os trabalhadores do Museu”, frisou.

 

Participaram do ato os secretários municipais Nelson Spolaor (Habitação), Janaína Fernandes (Orçamento Participativo), Oneide Bobsin (Educação), representantes do Gabinete da Vice-prefeita, das secretarias do Meio Ambiente, Política para Mulheres, Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, a vereadora Ana Affonso, entre outras autoridades.