Unisinos e Smed estabelecem rede de formação

Arte e robótica são os temas dos primeiros cursos para professores do município

Crédito: Juliana Borgmann

Nos dias 4 e 5 de julho, trinta professores da Rede Municipal de São Leopoldo discutiram, na UNISINOS, [por que] a escola precisa de arte? O curso de extensão, de título homônimo, tem como foco a atuação do professor em sua interface com a arte. Ministrantes do curso, as professoras da universidade Laura Dalla Zen e Betina Guedes ressaltam que não se trata de uma formação voltada a professores de arte, mas a professores de modo geral, uma vez que o principal objetivo é pensar a prática docente como criação. Já está confirmado, também, um curso de Robótica Inventiva para o segundo semestre.

Além disso, após escutar as demandas trazidas pela Secretaria de Educação, a Gerência de Licenciaturas da UNISINOS está em fase de planejamento de uma formação continuada para os professores do município, a ser analisada pela Secretaria. Outra ação em curso é a realização da Mostra de Tecnologia e Inovação com Ciências – MOTIC nas dependências da universidade. Na ocasião, estudantes da Rede Municipal de São Leopoldo apresentarão trabalhos científicos, que serão avaliados, entre outras pessoas, por alunos da UNISINOS.

A Decana da Escola de Humanidades, Maura Corcini Lopes, ressalta a importância dessa relação universidade-escola. Para ela, “delegar à universidade a tarefa de pensar o cotidiano pedagógico e extrair da escola tal possibilidade, é um engano histórico que tem dificultado encaminhar de outros modos a ação pedagógica”. Maura ainda destaca que, ao estabelecer uma parceria sólida, as instituições: escola e universidade, poderão mostrar, em um clima de construção e interação, como se concretiza o que ela chama de circuito formativo-pedagógico.