Nova Petrópolis já recebeu 80 mil pessoas no 45º Festival Internacional de Folclore

O 45º Festival Internacional de Folclore transformou a Serra Gaúcha no reduto cultural de diversas partes do mundo. Nova Petrópolis recebeu mais de 80 mil pessoas nos 10 primeiros dias do evento que une povos em uma grande festa de integração. O maior evento cultural da Serra Gaúcha prossegue até 30 de julho, na Rua Coberta de Nova Petrópolis. A entrada é franca.

Fotos: Mauro Stoffel

A segunda semana do 45º Festival Internacional de Folclore encerrou neste domingo, 23 de julho, e consagra, com sucesso, o evento que eleva a bandeira da diversidade. Apresentações folclóricas no palco principal, oficina de gastronomia e artesanato, jogos germânicos, integração entre folcloristas e público, Noites Culturais, Sarau da Diversidade e apresentações no Parque Aldeia do Imigrante foram atrações durante toda a semana.
Grupos folclóricos do Chile, Argentina, Colômbia e Paraguai brilharão no palco do evento durante a próxima semana. Rio Grande do Norte, Paraíba, Espírito Santo e Bahia também se apresentarão. Alemanha, Polônia, México, Rio de Janeiro e Mato Grosso já se despediram do Festival Internacional de Folclore.
O público, que lotou a Rua Coberta e Praça das Flores no último fim de semana, não poupou aplausos para grupos como Takina I Te Ahi, do Chile; Compañia Internacional de Danza Paipa, da Colômbia; Renacer Bailando, da Argentina e grupos folclóricos de Nova Petrópolis e outros Municípios.

Além das apresentações folclóricas que ocorrem no palco principal, o 45º Festival Internacional de Folclore oferece uma diversificada Feira de Artesanato com mais de 20 estandes que estão abertos diariamente, das 09h às 21h, até 30 de julho. Artigos do Peru, Equador, África, Bahia, entre outros, são comercializados na feira.
A gastronomia típica também está presente no Festival Internacional de Folclore. Kartoffelküchelchen, bratwurst, e apfelstrudel são algumas das delícias encontradas na praça de alimentação do 45º Festival Internacional de Folclore. O tradicional chopp é uma excelente opção para acompanhar o bolinho de batata, o pão com salsicha alemã e a torta de maçã. São quatro espaços à disposição do público, na Rua Coberta de Nova Petrópolis. A praça de alimentação está aberta diariamente, das 09h até o encerramento dos espetáculos no palco principal.
Integrantes da Associação dos Grupos de Danças Folclóricas Alemãs disputaram a prova de Cabo de Força neste domingo, 23 de julho, na Praça das Flores. O jogo germânico teve como vencedor o grupo que representa as localidades de Linha Brasil/Linha Araripe, com 20 pontos; Linha Imperial ficou em 2º lugar, com 18 pontos; o grupo da Fazenda Pirajá obteve a 3ª colocação, com 16 pontos. Durante a semana, grupos folclóricos visitantes participaram dos Jogos da Diversidade e disputaram as provas Corrida de Tamancos e Chopp em Metro.
As Panelas da Diversidade, oficinas de gastronomia do Festival Internacional de Folclore, foram realizadas ao longo da última semana. Dia 17 de julho, integrantes dos Grupos da Terceira Idade de Nova Petrópolis ensinaram o público a preparar o tradicional bolinho de batata e a fazer a bebida spritzbier. No dia 21, integrantes do Ballet Ucraniano Roksolana, da Argentina, ensinaram os tradicionais Varenikes, uma receita ucraniana que passa de geração para geração.
A oficina Mãos da Diversidade reuniu grupos folclóricos, comunidade e visitantes no Espaço Mais Cultura Profº Renato Urbano Seibt, dia 18 de julho. O tradicionalista Gaudêncio Terra contou a Lenda do Chimarrão; falou sobre a erva-mate, porongos que dão origem às cuias e sobre as formas de preparar o chimarrão. Ao final das Mãos da Diversidade, o público saboreou a tradicional bebida dos gaúchos.
O Festival Internacional de Folclore leva cultura às mais distantes comunidades do interior de Nova Petrópolis. As localidades de Pinhal Alto, Linha Aripe e Linha Imperial receberam as Noites Culturais dias 17, 18 e 19 de julho, respectivamente. Grupos da Colômbia, México, Argentina, Polônia e Mato Grosso deram show às comunidades.

O palco do 45º Festival Internacional de Folclore segue repleto de atrações até dia 30 de julho, na Rua Coberta de Nova Petrópolis. A programação é aberta ao público e tem entrada franca.