Festival de Inverno: Cinemateca exibe filme de gângster

Programação especial da Cinemateca Capitólio Petrobras para o 9º Festival de Inverno de Porto Alegre, a mostra Jorge Luis Borges no Cinema: Versões e Perversões, em cartaz desde o dia 25, apresenta uma série de filmes que estabelecem diálogo com a obra do escritor argentino. Nesta terça-feira, 1º de agosto, o destaque é Performance (Inglaterra, 1970, 100 minutos), de Nicolas Roeg e Donald Cammell, com Mick Jagger no elenco. O cantor faz o papel de Turner, um antigo astro do rock vivendo recluso em sua mansão na companhia de duas mulheres, Pherber (Anita Pallenberg) e Lucy (Michèle Breton), e muitas drogas. Turner dá abrigo a um violento e psicótico gangster, Chas (James Fox), que está precisando se esconder. Às 20h, com entrada franca e exibição digital

Para Edgardo Cozarinsky, autor do livro Borges em/e/sobre Cinema, “embora não adapte um texto de Borges em particular, deriva francamente de toda a sua obra, assim como da obra de Artaud, Norman O. Brown e Ronald D. Laing”. Performance era pra ser um filme leve ao estilo dos Beatles, como Help ou A Hard Day’s Night, pois foi assim encomendado pelo estúdio. Mas o diretor fez uma obra maldita, que ficou dois anos engavetada, sofreu sucessivas remontagens e mutilações, censura e proibição em diversos países, inclusive classificação pornô nos Estados Unidos.
O roteiro é claramente dividido em duas partes. A primeira é um brutal filme de gângster; a segunda é rock and roll. Graças a essa segunda metade da narrativa co-protagonizada pelo stone Mick Jagger, Performance está incluído na lista dos melhores filmes de rock do cinema. É o quarto melhor de acordo com Garry Mulholland , autor de “Popcorn: o almanaque dos filmes do rock” e o terceiro na avaliação da revista Artrocker.
Invasão – Outra atração desta terça-feira, 1º de agosto, é Invasão (Argentina, 1969, 120 minutos), de Hugo Santiago. Um grupo de homens liderados por um idoso tenta impedir uma invasão à cidade de Aquileia. As ações da equipe vão transformando todos os ambientes da cidade. Com uma história que faz referências a Guerra de Tróia, o grupo, porém, percebe a força do grupo invasor, cheios de equipamentos e com uma força maçiça. A invasão é inévitável. O roteiro do filme foi realizado por Jorge Luis Borges e Adolfo Bioy Casares. Às 18h, em exibição digital.

Todas as sessões têm entrada franca. A mostra tem o apoio das distribuidoras Vitrine Filmes, MPLC, Versátil, e do INCAA – Instituto Nacional de Cine y Artes Audiovisuales da Argentina.

Programação

29 de julho (sábado)
15h – O Futuro Perfeito
16h10 – Na Vertical
18h – Em Busca de Borges (entrada franca)
20h – A Intrusa (entrada franca)
30 de julho (domingo)
15h – O Futuro Perfeito
16h10 – Na Vertical
18h – Jauja (entrada franca)
20h – Dias de Ódio (entrada franca)
1º de agosto (terça)
15h – O Futuro Perfeito
16h10 – Na Vertical
18h – Invasão (entrada franca)
20h – Performance (entrada franca)
2 de agosto (quarta)
15h – O Futuro Perfeito
16h10 – Na Vertical
18h – Garoto (entrada franca)
20h – O Navio dos Afogados (entrada franca)