Tricotaço Solidário rende mais de mil peças trocando lazer por doações

Foto: Dani Barcellos/Palácio Piratini

A Campanha do Agasalho reuniu mais de mil pessoas no Parque Marinha do Brasil, neste domingo (30), em Porto Alegre. O Tricotaço Solidário, evento promovido pelo governo  estadual, ofereceu show e lazer gratuito para o público. Ao longo da tarde, uma oficina com 15 tricoteiras da Casa do Artesão ensinou o ofício para  mais de cem pessoas interessadas. O Sindilojas Porto Alegre doou 400 pares de agulhas e 800 novelos de lã. Mais de mil itens  foram doados à Campanha do Agasalho.

A secretária do Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, Maria Helena Sartori, compareceu ao local e interagiu com os participantes. “Queremos motivar as pessoas a contribuir com quem mais precisa. Sabemos que o frio deu uma trégua, mas o inverno está aí e o frio retorna. Precisamos estar preparados”, salientou a secretária Maria Helena. O frio deve retornar ao Rio Grande do Sul.

A atividade é um gesto simbólico para estimular as doações. A Central de Doações da Defesa Civil precisa de roupas e calçados para adultos e, principalmente, para crianças, como também, roupas de cama, toalhas, colchões, cobertores, alimentos não perecíveis e leite em pó. O material será repassado para prefeituras e entidades sociais de todo o estado. Dados da última terça-feira (25), apontam que a campanha arrecadou mais de 270 mil itens, entregues a 95 municípios e 54 ONGs.

Tereza da Silva, de 65 anos, foi uma que aproveitou a chance de aprender a tricotar. “Sempre tive vontade de fazer uma atividade artesanal como essa. Adorei a experiência”, disse a aposentada que tricotou e doou uma manta para a campanha.