Stihl anuncia investimento de R$ 300 milhões na fábrica de São Leopoldo

O presidente da Stihl no Brasil, Cláudio Guenther, confirmou investimento na fábrica de São Leopoldo – Foto: Luiz Chaves/Palácio Piratini

A Stihl investirá R$ 300 milhões durante os próximos três anos – entre 2018 e 2020 – na fábrica localizada em São Leopoldo, no Rio Grande do Sul. O valor foi confirmado ao governador José Ivo Sartori pelo presidente da Stihl no Brasil, Cláudio Guenther, em encontro nesta quinta-feira (7), na sede da empresa na Alemanha. O valor é destinado para as áreas de inovação, pesquisa e desenvolvimento, expansão das linhas de produção, automação industrial, tecnologia e novos prédios.

Sartori foi recepcionado pela membro do Conselho Consultivo da Stihl, Selina Stihl, neta do fundador do grupo, Andreas Stihl. “É uma grande notícia para os gaúchos, especialmente para a região do Vale do Sinos. Sempre é preciso plantar a semente da mudança e nós estamos, com mais esse investimento confirmado pela Stihl, construindo um novo futuro para o Rio Grande do Sul. Esse grupo, que tem como base a família, estabeleceu raízes em um local que é berço da colonização alemã no estado. Trata-se de uma grande parceria”, celebrou Sartori.

O presidente da Stihl Brasil, Cláudio Guenther, destacou que esse é um sinal de confiança do grupo em sua planta brasileira. “Um investimento dessa magnitude, em meio ao atual contexto da economia brasileira, ressalta a solidez da Stihl no mercado, desenvolvendo a qualidade e a inovação de seus produtos. A empresa tem uma estratégia de investimentos de longo prazo. As crises vêm e vão e precisamos estar preparados para a retomada do crescimento do mercado brasileiro, que, certamente, virá”, salientou.

Cerca de um terço do recurso irá para novo prédio, seguindo padrão da matriz alemã. / Luiz Chaves/Palácio Piratini

Selina Stihl, que atuou como vice-presidente das áreas administrativa e financeira do grupo no Brasil por cinco anos, enfatizou os laços estreitos com a fábrica no Rio Grande do Sul. “Em 1973, quando a noção de globalização ainda não era tão difundida, o grupo Stihl fundou a planta de produção em São Leopoldo. E no Brasil, podemos observar o desenvolvimento dos negócios do grupo, no geral, muito encorajador nas últimas décadas”, relatou.

Trinta por cento dos investimentos anunciados serão destinados à construção de um novo prédio de desenvolvimento, com instalações modernas, conforme padrão da matriz na Alemanha. Também será construído um segundo prédio para linha de produção de motores, com conceito de indústria limpa.

A Stihl está impulsionando a digitalização, a otimização e a automatização dos processos, no conceito de indústria 4.0. “De nossa parte, estamos colocando a Sala do Investidor à disposição para concretizar a aplicação dos valores anunciados dentro do prazo previsto”, salientou o secretário-adjunto do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Evandro Fontana.Esse foi o primeiro resultado concreto da missão de dois dias do governador na Alemanha. Ainda nesta quinta-feira, Sartori visita a SAP, líder mundial em sistemas digitais para negócios. Na sexta-feira (8), o governador reúne-se com executivos da Fraport, responsável pelas obras de ampliação do Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, por meio de concessão de 25 anos.