Hospital de Clínicas de Porto Alegre faz transplantes de pulmão simultâneos

Em plena semana de conscientização para a doação de órgãos, o Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) realizou no domingo (24/9) um feito inédito para a instituição: dois transplantes simultâneos de pulmão, em receptores diferentes. Considerados procedimentos de alta complexidade, os transplantes exigem equipes e estruturas especializadas, o que torna raras as situações em que é possível realizar múltiplas cirurgias simultaneamente, ainda mais quando se trata de hospitais públicos.

O óbito do doador, que residia no interior do estado, resultou na doação de três órgãos para o HCPA: os dois pulmões e o fígado. Cada um dos pulmões foi transplantado em um paciente diferente, mas ambos tinham em comum o enfisema pulmonar e aguardavam na fila de espera há cerca de dois anos. No caso deles, o transplante era a única solução para o problema.

Os procedimentos duraram cerca de quatro horas cada e os pacientes passam bem. Ambos os transplantes foram realizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS).