Artigo do Deputado Lucas Redecker sobre a reforma protestante

Reforma protestante: 500 anos de transformações

Há cinco séculos a Reforma Protestante causou uma revolução social e política na Alemanha e suas consequências difundiram-se no mundo de diversas formas. Aqui no RS a chegada dos imigrantes alemães sinaliza a presença das ideias de Martinho Lutero, sendo que essas influências podem ser percebidas até os dias de hoje.

Deputado Lucas Redecker é evangélico luterano

Como evangélico luterano que sou, entendo que Lutero não apresentava a reforma como uma ideologia anticatólica, mas como um avanço no mundo das ideias e de tomada da consciência individual. Ele é lembrado como o homem que contestou o poder vigente e que abriu as janelas para a luz de uma nova forma de pensar.

Para Lutero, por exemplo, no centro da vida escolar deveria estar o mestre, que poderia até mesmo substituir a família, no caso da mesma ser incapaz de desempenhar seu papel formador, pois a ignorância é inimiga da fé. Sob o olhar de Lutero também a educação passa a ter um novo sentido, tornando-se algo de vital importância para se aprender um ofício e ser útil à sociedade. Ele introduziu a noção de que a educação possibilita o trabalho e, dessa forma, a ascensão social. Outro aspecto para o qual Lutero chamou atenção foi a ideia da igualdade, que tem raízes na crença de que as pessoas são todas criaturas de um único Deus.

Deixo o meu reconhecimento a tudo que representou o gesto de Lutero para a humanidade ao longo destes séculos e registro que o momento também é de reflexão, ainda que inúmeros tenham sido os avanços desde a época da Reforma Protestante. Diante do momento político e social que vivemos, talvez seja a ocasião de relermos atentamente as teses de Lutero para retomarmos alguns conceitos perdidos, especialmente em relação a justiça, igualdade e fraternidade em relação ao próximo.

Lucas Redecker
Deputado Estadual