Pesquisa revela a visão de futuro da geração do milênio (millennials)

Nova pesquisa encomendada pela Western Union mostra que millennials em 15 países estão unidos pela crença na globalização, querem liberdade para experimentar as oportunidades que ela traz e tem o desejo de participar ativamente na formação do futuro por meio da tecnologia. A pesquisa ouviu mais de 10 mil millennials, incluindo 660 no Brasil, e revela que este grupo confia que a globalização tornará o mundo um lugar melhor para si e para os outros e está comprometido em liderar essa mudança.

O mundo está em ebulição, seja político, econômico, social ou tecnologicamente. Mas o que isso significa exatamente para o nosso futuro? A Western Union encomendou um estudo global inédito sobre as crenças, expectativas e aspirações dos millennials para o futuro e sobre o mundo que eles desejam moldar para si e para os outros.

Realizado entre setembro e outubro de 2017, o estudo da Western Union, intitulado “Globalização: uma visão mundial do futuro”, envolveu cidadãos nativos, de primeira geração e estrangeiros, com idade entre 20 e 36 anos, na África do Sul, Alemanha, Austrália, Brasil, Canadá, China, Egito, Emirados Árabes Unidos, Estados Unidos, Índia, Indonésia, México, Reino Unido, Rússia e Vietnã, por meio de entrevistas online. A maioria dos países pesquisados possui populações de millennials significativas.

A pesquisa mostra que, em forte contraste com a geopolítica atual, este grupo diversificado de “future shapers” está unido pela crença em um mundo de colaboração e sem restrições por fronteiras geográficas.

O presidente e CEO da Western Union, Hikmet Ersek, disse: “O mundo está se transformando e há uma nova mudança de poder econômico impulsionada por uma geração de cidadãos globais. Eles estão moldando o futuro e inspirando outros a fazer o mesmo. Estão redefinindo o conceito de globalização para uma ‘globalização pessoal’, na qual a busca por movimentos sem fronteiras, comunicação digital idem e um estilo de vida criativo impulsionam o novo poder econômico”.

“Os ‘future shapers’ são os líderes de amanhã e buscam delinear como querem que o mundo seja, não só para si, mas para todos. Esta geração é constituída por todos os tipos de futuros líderes – empresários, políticos, agentes de mudança e influenciadores. É fundamental entender o que eles pensam e como querem que o mundo seja”, acrescentou Ersek.

A Western Union opera em 200 países e territórios e encomendou a pesquisa para obter insights sobre essa nova gama de clientes que a empresa atende por meio de sua plataforma digital.

As principais conclusões estão destacadas abaixo (clique nos hiperlinks para acessar os detalhes adicionais):

Cidadania global: O caminho do futuro

A cidadania global é fundamental para a criação do mundo que os millennials desejam para o futuro, já que acreditam que o conceito de pertencer a apenas um país está desatualizado. Os millennials veem a conexão e a colaboração como bases para alcançar a cidadania global.

A liberdade de ser global protege o futuro

A ideia de movimento ilimitado empodera os millennials, pois eles acreditam que isso lhes permitirá controlar seus destinos. A maioria acredita que a criação de um mundo mais aberto trará oportunidades para melhores perspectivas de emprego e liberdade econômica, incluindo a facilidade do movimento do dinheiro.

Governando o futuro

Atualmente, as fronteiras que estão sendo erguidas ao redor do mundo e os políticos e governos que reafirmam o conceito do Estado-nação estão levando muitos millennials a acreditar que essas instituições não representam seus pontos de vista. Por outro lado, grande parte dos millennials acredita que a colaboração é essencial e que moldar o futuro depende deles e não de instituições ou governos.

 Unidade e inclusão

Há sentimentos mistos sobre se o mundo está em paz ou não, uma vez que o aumento do racismo e do nativismo representa uma ameaça à cidadania global e a um mundo aberto. Os millennials acreditam que o traço mais importante para erradicar a discriminação social é garantir que haja respeito pela diversidade.

Em homenagem aos “future shapers” de todo mundo, a Western Union criou o manifesto #LiveMoreShareMore