Destaque

VIII Encontro Estadual da UNCME-RS acontece em São Leopoldo

O prefeito Ary Vanazzi participou da abertura do encontro e relacionou a data do evento com o Dia da Consciência Negra

A oitava edição do Encontro Estadual da União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação, iniciada nesta segunda-feira, 20 de novembro, no Anfiteatro Padre Werner, da Unisinos, discute o monitoramento dos planos municipais de educação. No encontro, que reúne conselhos de todo o Estado, uma programação de palestras e debates precedem a eleição da nova diretoria, hoje coordenada pela professora Fabiane Bitello Pedro, presidenta do Conselho Municipal de Educação (CME), de São Leopoldo. O prefeito Ary Vanazzi participou da abertura do encontro e relacionou a data do evento com o Dia da Consciência Negra. ”Nada mais justo que um encontro de educadores neste dia de reflexão, debate e de luta para a sociedade brasileira”, disse. Vanazzi falou da situação atual do País, das perdas de direitos sociais e das consequências que acarretam. ”Tudo o que levamos para construir em 30 anos foi destruído em um ano e meio. A educação está ligada a tudo isso. A submissão a que nosso país sofre é séria, vivemos uma política de descentralização de riquezas para setores que não precisam. Esse reflexo cai sobre as escolas. Precisamos falar sobre isso, dialogar, construir o debate e devolver a dignidade das escolas”, concluiu.

Na abertura do evento, a presidenta do Conselho Municipal de Educação, Fabiane Bitello Pedro, lembrou que em São Leopoldo o CME foi constituído em 2007, durante a gestão do atual prefeito Ary Vanazzi, e hoje chega aos 10 anos. ”O CME é reflexo de uma política pública pela educação. Temos que, cada vez mais, ocupar espaços de controle social , e depende de cada um de nós apresentar aos gestores o que queremos para uma educação de qualidade”, disse Fabiane. Como coordenadora da UNCME-RS, Fabiane destacou que a ação da União é reconhecida pelas prefeituras: ”a UNCME é cada Conselho Municicpal de Educação, temos potencial e força para ampliar o debate e o diálogo, que é a primeira coisa a se fazer para instituir políticas públicas, dialogar”.

Convidado a falar, o secretário municipal de Educação, Oneide Bobsin, também lembrou das dificuldades enfrentadas pela educação com a retirada de direitos e cortes de verba. ”Quem não entende de educação no País, determina os recursos para a educação e quem entende é silenciado”, disse.

Participaram da mesa principal na abertura do encontro a prefeita de Nova Santa Rita, Margarete Simon Ferret, representando a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs); o presidente da União dos Dirigentes Municipais de Educação, Andre Lemes da Silva; a promotora regional de Educação do Ministério Público, Luciana Cano Casarotto; Márcia Adriana de Carvalho, represetando o Conselho Estadual de Educação, e a professora Regina Urmersbach, representando a Unisinos.

Tags

Artigos relacionados

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios