Conselho Municipal de Educação de São Leopoldo conquista prêmio nacional

Fabiane Bitello, presidente do Conselho Municipal de Educação de São Leopoldo

O Conselho Municipal de Educação de São Leopoldo (CME) conquistou o Prêmio Nacional Vilmar Rosa de Mendonça – Experiências Exitosas dos Conselhos Municipais de Educação. O prêmio será entregue durante o XXVII Encontro Nacional da União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (UNCME), que ocorrerá de 27 a 29 de novembro em Ilhéus, na Bahia. De acordo com a presidente do CME, Fabiane Bitello, o prêmio é uma parceira da UNCME com o UNICEF, que tem investido em espaços de controle social que potencializem a Educação.

O prêmio é reflexo de um trabalho de mais de 10 anos do CME. “Nós não tínhamos sistema municipal de ensino, mas a partir de uma provocação do prefeito Ary Vanazzi, em 2005, nós procuramos outros municípios e criamos o nosso sistema. Nós crescemos muito a nível estadual e municipal, tanto que atualmente coordenamos os conselhos no estado e acabamos de ser reeleitos para mais dois anos de mandato”, conta a presidente. A reeleição para diretoria da UNCME-RS dá direito a São Leopoldo ocupar um cargo na diretoria nacional da entidade.

Sobre o Prêmio

O prêmio nacional recebe o nome de Vilmar Rosa de Mendonça, em homenagem póstuma ao Conselheiro Vilmar Rosa de Mendonça, do município de Cacoal e coordenador estadual da UNCME no estado de Rondônia. O Conselheiro era um dos principais entusiastas da ideia de premiar as experiências exitosas dos Conselhos de Educação do Brasil. O CME de São Leopoldo concorreu na categoria que destaca uma das funções do conselho “processos articulados de mobilização e participação social, com resultados efetivos na garantia do direito à educação”. Através do projeto Curso de TransFormação: A Importância do Espaço/Ambiente na Educação Infantil, o CME visitou as 123 escolas de Educação Infantil do município, públicas e privadas, e conseguiu a partir do convencimento que as escolas aprimorassem seus berçários e salas de atividades múltiplas. O projeto teve parceria da Secretaria Municipal de Educação (Smed) e Unisinos.