São Leopoldo assina acordo de irmandade com cidade do Senegal

“Essa relação com Senegal abre portas para novas construções com outros países africanos”. A frase foi dita pelo prefeito Ary Vanazzi durante o Ato de Assinatura da Irmandade entre São Leopoldo, Rio Grande e a cidade de Pikine, no Senegal. O ato ocorreu na manhã de hoje (25) durante o seminário do FALP, no Salão Nobre da Antiga Prefeitura. Atualmente, dezenas de imigrantes senegaleses trabalham em São Leopoldo. Por conta do aumento do preconceito no Brasil, Vanazzi intensificou o diálogo com a comunidade africana. “Estamos muito preocupados em São Leopoldo. Por isso buscamos essa aproximação, para que sejamos um centro de luta, resistência e denúncia contra qualquer tipo de ódio”, ressaltou.

O conselheiro municipal eleito de Pikine, Magueye Sack, agradeceu a acolhida e se comprometeu em retribuir a oportunidade recebida. “Da nossa parte, faremos nossos irmãos se inserirem da melhor maneira na sociedade brasileira, se adaptando às leis. Transmito nosso incentivo. Queremos dar e receber experiências”, destacou.

Presente na solenidade, a vice-prefeita Paulete Souto lembrou que o Brasil é o segundo país com maior população negra fora da África, mas salienta que isso precisa ser resgatado. “Buscamos essa identidade enquanto membro do nosso país. Sei da minha raiz francesa, portuguesa, mas não sei da africana. Nossa história foi tirada e apagada. Não há mais espaço para tanto preconceito e abandono em relação aos povos da África”, reforçou.

Exemplo prático dessa integração, o imigrante senegalês Mussamba Mbengue se disse feliz em participar das discussões do FALP. O jovem de 24 anos é presidente da Associação Senegalesa de São Leopoldo e Novo Hamburgo. Ele agradeceu a acolhida que teve em São Leopoldo. “Nossa cultura é respeitada, sempre fomos ouvidos pela prefeitura. Isso nos da motivação. Obrigado pela oportunidade”.

Participaram da solenidade o representante da República do Saara Ocidental, Mohamed Ray, e o secretário de Comunicação de Rio Grande, Paulo Rodrigues, que no ato representou o prefeito Alexandre Lindmayer.