Grêmio é tricampeão da Copa Libertadores da América

Tricolor vence o Lanús por 2 a 1, com gols de Luan e Fernandinho

Fotos: Lucas Uebel | Grêmio FBPA

A noite do dia 29 de novembro de 2017 ficará na lembrança de todos os gremistas espalhados pelo mundo. Os torcedores estão em êxtase, depois de assistir a grande vitória do Tricolor por 2 a 1 sobre o Lanús e, por fim, a conquista do Tricampeonato da América.

O time de Renato, iniciou a partida marcando no campo de ataque, complicando a saída de bola argentina. E foi eficaz. Aos 27 minutos, em um descuido da defesa, Fernandinho conseguiu roubar a bola antes do meio-campo e saiu em velocidade. Com confiança, avançou e mandou uma bomba na saída de Andrada. Que golaço, o primeiro do atacante na competição.

Mas o Grêmio queria mais. Manteve a sua marcação alta, não deu sossego para o time da casa e aos 41′, Jailson acionou Luan meio, driblou três marcadores e encobriu Andrada. Que baita gol! O Grêmio voltou completo para a etapa complementar, mas aos 5′, Arthur precisou ser substituído por ter sofrido uma falta forte ainda no final do primeiro tempo – Michel ocupou o seu lugar. Aos 27′, o Lanús conseguiu descontar com um gol de pênalti, convertido por Sand.

A segunda alteração foi feita aos 30 minutos, quando Renato tirou Lucas Barrios para colocar Cícero. Já Bressan sentiu dores no adutor e acabou substituído por Rafael Thyere, aos 37′. O jogo seguiu disputado e infelizmente Ramiro acabou expulso por levar dois amarelos após cometer falta sobre Marcone.

Mas isso não segurou o Tricolor, que manteve a garra e a vontade de erguer essa Copa. Quase marcou o terceiro, com Luan, aos 44′, mas ficou no 2 a 1.

Escalação: Marcelo Grohe, Edilson, Geromel, Bressan, Bruno Cortez, Arthur, Jailson, Ramiro, Fernandinho, Luan e Lucas Barrios.

Banco: Paulo Victor, Léo Moura, Rafael Thyere, Michel, Cícero, Everton e Jael.

A arbitragem do jogo foi comandada por Enrique Cáceres, auxiliado por Eduardo Cardozo e Juan Zorrilla.