Eventos

Mostra de cinema russo na Casa de Cultura Mário Quintana

O romance de Tolstoi narra o caso extraconjugal de Anna Karenina, que se apaixona pelo conde Vronsky e abandona a família, chocando a sociedade – Foto: Divulgação CCMQ

Nova produção do maior estúdio da Europa encabeça a lista de 11 filmes que serão apresentados na Cinemateca Paulo Amorim, entre esta quinta-feira (7) e o próximo dia 20. Nesta quinta, às 19h, na Cinemateca Paulo Amorim abre a 3ª Mostra Mosfilm de Cinema Soviético e Russo, com destaque para o filme ‘Anna Karenina – A História de Vronsky’ (2017, 138 minutos), dirigido pelo premiado diretor Karen Shakhnazarov. A mostra é uma realização do Centro Popular de Cultura da UMES SP Filmes com o Estúdio Mosfilm em parceria com a Cinemateca Paulo Amorim. A entrada é franca.

Lançada em junho deste ano, na Rússia, a nova adaptação do célebre romance de Lev Tolstoi começa na guerra russo-japonesa (1904-1905), reunindo no mesmo lugar os dois homens mais importantes da vida de Anna, seu filho Serguey e seu amante Vronsky. O encontro, que não existe no romance, revive a tragédia ocorrida 30 anos antes. A mostra de cinema soviético e russo exibirá 11 longas-metragens produzidos pelo Mosfilm, o maior e mais antigo estúdio da Europa, com um acervo de 2.500 títulos da era soviética e pós-soviética.

Ao lado do novíssimo ‘Anna Karenina’, estão na programação obras representativas de vários estilos e épocas, desde os clássicos de Eisenstein, ‘Encouraçado Potemkin’ (1925) e ‘Outubro’ (1927), celebrando os 100 Anos da Revolução de 1917, ao sensacional ‘Dersu Uzala’ do mestre japonês Akira Kurosawa, Oscar de Melhor Filme Estrangeiro no ano de 1976.

Dersu Uzala

PROGRAMAÇÃO:

Quinta (7), às 19h

A Questão Russa

1947 – P&B – 87 MIN – DRAMA

Direção: Mikhail Romm Roteiro: Mikhail Romm Música: Aram Khachaturiam O jornalista Harry Smith é enviado à URSS por uma cadeia de jornais americanos interessada em fomentar a guerra fria. Na volta, ele escreve um livro que deixa seus patrões furiosos e torna-se alvo de violenta retaliação. Adaptação da peça teatral do escritor soviético Konstantin Simonov.

Sexta (8), às 19h 

O Homem do Boulevard des Capucine

Amor na URSS

2013 – COR – 89 MIN – DRAMA

Direção: Karen Shakhnazarov Roteiro: Serguey Rokotov / Evgeny Nikishov Música: Konstantin Shevelyov Na década de 1970, jovem universitário “dissidente” disputa com o amigo comunista o amor da doce Lyuda, enquanto o entusiasmo socialista na URSS vai sofrendo uma gradual, porém contínua, erosão. Remontagem do filme “Cidade dos Ventos”, realizado pelo mesmo diretor em 2008.

Sábado (9), às 19h

Anna Karenina – a História de Vronski

2017 – COR – 138 MIN – DRAMA

Direção: Karen Shakhnazarov Roteiro: Aleksey Buzin / Karen Shakhnazarov Música: Iury Poteemko Publicado em 1877, o romance de Tolstoi narra o caso extraconjugal de Anna Karenina, que se apaixona pelo conde Vronsky e abandona a família, chocando a sociedade. Nesta adaptação, Shakhnazarov inicia o relato 30 anos mais tarde, durante a guerra russo-japonesa, quando o filho de Karenina procura saber do amante da mãe, o que a fez desistir da vida.

domingo (10), às 19h 

Anna Karenina – a História de Vronski

2017 – COR – 138 MIN – DRAMA – REPRISE

Direção: Karen Shakhnazarov Roteiro: Aleksey Buzin / Karen Shakhnazarov Música: Iury Poteemko Publicado em 1877, o romance de Tolstoi narra o caso extraconjugal de Anna Karenina, que se apaixona pelo conde Vronsky e abandona a família, chocando a sociedade. Nesta adaptação, Shakhnazarov inicia o relato 30 anos mais tarde, durante a guerra russo-japonesa, quando o filho de Karenina procura saber do amante da mãe, o que a fez desistir da vida.

terça (12), às 19h

Dersu Uzala

1975 – COR – 142 MIN – DRAMA

Direção: Akira Kurosawa Argumento: Vladimir Arsenyev Música: Isaac Schwarts Explorador e cartógrafo do exército russo mapeia a Sibéria no fim do século 19, com a ajuda de caçador nativo avesso aos padrões mercantis de conhecimento e relação com a natureza. Produzida pelo Mosfilm, a obra trouxe o mestre japonês de volta às telas, depois da tentativa de suicídio em dezembro de 1971.

quarta (13), às 19h 

Estação Bielorrússia

1971 – COR – 100 MIN – DRAMA

Direção: Andrey Smirnov Roteiro: Vadim Trunin Música: Bulat Akudzhava / Alfred Shnitke Quatro veteranos da 2ª Guerra Mundial se encontram 25 anos depois no funeral de um ex-camarada de armas que permanecera no exército. Antes de retornarem a seus afazeres, vivem um dia repleto de recordações e situações inesperadas.

quinta a (14), às 19h

Libertação 1: O Arco de Fogo

1968-69 – COR – 90 MIN – GUERRA

Direção: Yuri Ozerov Roteiro: Yuri Ozerov / Yuri Bondarev Música: Yuri Levitin Recriação dramática da 2ª Guerra Mundial, focada nos episódios que vão de fevereiro a novembro de 1943, da ofensiva soviética após a batalha de Stalingrado até o encontro de Roosevelt, Stalin e Churchill, em Teerã, para decidir a abertura da frente ocidental. A obra completa tem cinco filmes e vai até a tomada de Berlim.

sexta (15), às 19h

Libertação 2: Ruptura

1968-69 – COR – 90 MIN – GUERRA

Direção: Yuri Ozerov Roteiro: Yuri Ozerov / Yuri Bondarev Música: Yuri Levitin O segundo episódio da série de cinco filmes inicia em julho de 1943 com a destituição de Mussolini e invasão da Itália pelas tropas de Hitler. Prossegue, com a travessia do Dnieper pelo Exército Vermelho, a retomada de Kiev e o encontro de Roosevelt, Stalin e Churchill, em Teerã, para decidir a abertura da frente ocidental.

sábado (16), às 19h

O Destino de um Homem

1959 – P&B – 97 MIN – DRAMA

Direção: Serguey Bondarchuck Roteiro: Yuri Lukin / Fyodor Shakhmagonov Música: Venyamin Basmer Convocado pelo Exército Vermelho para atuar como motorista, Andrei é capturado pelos alemães e quando retorna não mais encontra sua mulher e filhos, todos mortos na guerra. O fantasma de uma vida sem propósito o atormenta. Adaptação do romance homônimo de Mikhail Sholokhov, que se tornaria ganhador do Nobel em 1965.

domingo (17), às 19h

O Encouraçado Potemkin

1925 – P&B – 71 MIN – ÉPICO

Direção: Serguey Eisenstein / Grigori Aleksandrov Roteiro: Nina Agadzhanova Música: Dmitri Shoshtakovich Em 1905, marinheiros do Potemkin rebelam-se. A população da cidade portuária de Odessa apoia a revolta e é brutalmente reprimida. O encouraçado dispara contra o Quartel General czarista e parte ao encontro da frota do Mar Negro, visando sublevá-la. Obra-prima de Eisenstein, o filme soviético mais influente no Ocidente.

terça (19) às 19h 

Outubro

1927 – P&B – 100 MIN – ÉPICO

Direção: Serguey Eisenstein / Grigori Aleksandrov Roteiro: Serguey Eisenstein / Grigori Aleksandrov Música: Dmitri Shoshtakovich Partindo do relato de John Reed, em ‘Os 10 Dias Que Abalaram o Mundo’, Eisenstein e Aleksandrov criam para o 10º Aniversário da Revolução um clássico de linguagem inovadora sobre os fatos ocorridos desde a queda do czarismo, em fevereiro de 1917, até a passagem do poder aos Sovietes.

quarta (20), às 19h 

O Homem do Boulevard des Capucine

1987 -COR – 97 MIN – COMÉDIA

Direção: Alla Surikova Roteiro: Eduard Akopov Música: Gennady Gladkov Na alvorada do século 20, Mr. Johnny First chega ao Oeste Selvagem com um projetor e algumas latas de filme. O título dessa sátira é uma alusão ao Salão Indiano do Grand Café do Boulevard des Capucines, onde os irmãos Lumière encantaram as plateias com sua maravilhosa invenção.

Tags

Artigos relacionados

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios