Casa-Museu Ema Klabin comemora dez anos com lançamento de livro

No próximo dia 9 de dezembro, sábado, às  14 horas, acontece o lançamento do livro “A Coleção Ema Klabin”  em comemoração aos dez anos de abertura da Casa-Museu Ema Klabin. O livro, organizado pelo curador Paulo de Freitas Costa, traz um panorama do acervo de Ema Klabin (1907-1994), uma mulher à frente de seu tempo que dedicou-se com empenho e competência a colecionar obras de arte, que hoje fazem parte da sua Casa-Museu,  no Jardim Europa, em São Paulo.  As comemorações se estendem durante todo o dia com visitas à casa e um show com Tito Martino Jazz Band.

A publicação reúne textos de dez especialistas em história da arte e artes plásticas, como Paulo de Freitas Costa,  docentes do Departamento de História da Arte da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e da Universidade de São Paulo (USP) e tem prefácio de Celso Lafer, diretor presidente da Fundação Ema Klabin.  Com 268 páginas, o livro revela em cada um dos seus treze capítulos  um pouco sobre a coleção  de  mais de 1500 peças da Casa-Museu.

Na publicação, os especialistas  analisam  desde  a  construção do imóvel-sede da Fundação, realizada ao longo dos anos de 1950,  até a coleção:  pintura holandesa; flamenga e francesa; a arte colonial brasileira nas talhas de mestre Valentim; a arte do Japão, China e da África; o modernismo Europeu e a “Escola de Paris”,  o modernismo brasileiro,  a coleção  de  artes decorativas, o mobiliário; os objetos da antiguidade clássica; e a biblioteca com três  mil volumes, muito deles raríssimos. O livro comemorativo dos dez anos da abertura da Casa-Museu Ema Klabin aprofunda trabalhos anteriores, como o  livro Sinfonia de Objetos (Editora Iluminuras Ltda, 2007),  do curador Paulo Costa.

Nesses dez anos de atuação, a Casa-Museu Ema Klabin tem muito a comemorar. Cerca de 55 mil pessoas visitaram o espaço cultural que ofereceu  177 shows gratuitos, 194 cursos e palestras, 57 Tramas Culturais,  46 visitas temáticas, 52 arte- papos com artistas contemporâneos e 18  exposições temporárias , duas delas em andamento até o dia 17 de dezembro: Anaconda, de Alex Flemming e Penetra, de Marcius Galan. Desde setembro de 2016 a Casa-Museu ampliou  o atendimento das visitas guiadas, abrindo aos finais de semana, sem a necessidade de agendamento.

Para o presidente do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM/MINC), Marcelo Mattos Araujo, a Casa- Museu Ema Klabin é referência nacional e internacional no campo de museus-casa de colecionador “Esses primeiros dez anos de atividades ininterruptas da Fundação Ema Klabin comportaram um importante programa de ações de salvaguarda de seu vasto e complexo acervo museológico, bem como seus destacados acervos bibliográfico e arquivístico. Paralelamente, desenvolveu um sólido programa de divulgação por meio de diferentes ações expositivas e educativas; e , como poucas instituições museológicas entre nós ,   logrou constituir  e implantar um alentado programa de pesquisa em torno da figura de sua instituidora, de sua prática colecionista, e do acervo por ela reunido, cujos os resultados foram sempre generosamente compartilhados em publicações e apresentações em seminários por todo o pais”, salienta. A publicação tem apoio cultural do ProAC/ICMS – Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura e Klabin S.A.

Serviço:

  • Data: 9 de dezembro – sábado
  • 14h – Lançamento do livro “A Coleção Ema Klabin”  em comemoração aos dez anos de abertura da Casa-Museu
  • 16h30 – Tito Martino Jazz Band  – 170 lugares
  • Entrada franca
  • Visita ao museu: De quarta a domingo, das 14h às 17h (com permanência até às 18h), sem agendamento. Aos finais de semana e feriados a visita tem entrada franca. Nos outros dias, o ingresso custa R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia).
  • Local: Casa-Museu Ema Klabin
  • Endereço: Rua Portugal, 43 – Jardim Europa, São Paulo –  11 3897-3232