Estátua do Papai Noel Missioneiro retorna à São Nicolau, nas Missões

Alguns dias antes do Natal, o Papai Noel Missioneiro voltará para casa. A escultura de cerca de 300 anos saiu de Porto Alegre na manhã desta terça-feira, 19 de dezembro, em direção ao município de São Nicolau em carro do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Percorrerá 548 quilômetros para chegar à sua região de origem, as Missões. A imagem pertencia à Redução de São Nicolau de Piratini, considerada a primeira querência do Rio Grande do Sul, fundada em 1626. A imagem chega na cidade, a partir das 19h, no dia 22 de dezembro.

Acompanharão o translado a superintendente do Iphan no Rio Grande do Sul, Juliana Erpen, e o Ir. Édison Hüttner, professor da Escola de Humanidades da PUCRS, que localizou a escultura de madeira no final do ano passado no Colégio Marista Santa Maria. Estava em um ateliê, quando o Ir. Roque Salet procurou Hüttner para que a identificasse. “Trata-se de um resgate histórico. E agora a imagem está no primeiro templo católico do Brasil com invocação de São Nicolau”, destaca Hüttner. O segundo é na Paróquia São Nicolau de Suruí, em Magé, no Rio de Janeiro, fundada dois anos depois, em 1628.

Grande recepção, com carreata

A cidade missioneira prepara uma grande recepção para o seu padroeiro, com carreata e celebração na Paróquia São Nicolau. O padre Roque André Zaro entrou em contato com o presidente da Rede Marista, Ir. Inacio Etges, pedindo a escultura para a comunidade, o que foi prontamente aceito, com a concordância do Iphan. Durante o mês de novembro, a relíquia foi apresentada na PUCRS durante exposição realizada na Biblioteca Central Ir. José Otão. “Muito se comentava sobre a imagem roubada da Paróquia São Nicolau em 1961. Não se sabe se é a mesma e por quais caminhos andou até voltar para a cidade”. A imagem se juntará a outras três da mesma época que estão na igreja.