Moda & Beleza

Alternativas de moda sustentável no Brasil

Luan Valloto - Alternativas de moda sustentável no BrasilParte da sociedade está a cada dia mais a optar por alternativas sustentáveis de consumo e com isso, diminuir os impactos no meio ambiente. Palavras como reciclagem e reutilização tem sido frisadas na mídia e na comunidade. A moda não escapa dessa situação. Atualmente, o movimento chamado Slow Fashion, criado em 2008 pela consultora e professora britânica de design sustentável Kate Fletcher, busca reverter o consumo exagerado de roupas e produzir tendências que reforçam a diversidade ecológica, social e cultural.

No entanto, o consumo de vestuários no Brasil tem crescido de forma espantosa. De acordo com o Ibope Inteligência, a aquisição de roupas cresceu 35,84% entre os anos de 2011 e 2013. Essa perspectiva faz com que as empresas produzam mais e estimulem o consumo exagerado, por conta disso, o planeta é diretamente afetado, já que são produzidos mais resíduos e extraídos mais matéria prima para responder a demanda.

NOSSA Roupa que Conta História1 - Alternativas de moda sustentável no BrasilNa contramão dessa perspectiva, diversos são os projetos no Brasil que optam por produzir moda e ser eticamente e ambientalmente consciente. A marca de roupa NOSSA Roupa que Conta História criada por Luan Valloto aposta nisso. Suas coleções traduzem a essência do Slow Fashion e optam por escolhas confortáveis que mesclam origens, formas e principalmente questionando as maneiras contemporâneas de produção.

Um pouco sobre Luan Valloto

Ecodesign e professor universitário, Luan Valloto é um jovem do interior do Paraná que acredita que a produção de moda pode ser diferente. Luan criou em 2015 a sua marca Nossa Roupa que Conta História. Seu olhar, então, foi direcionado e inspirado pela beleza da natureza, criando assim vestuários sensíveis aos olhos e às sensações.

NOSSA Roupa que Conta História - Alternativas de moda sustentável no BrasilLuan leva para os consumidores uma nova forma de experimentar a moda. Ele procura despertar nas pessoas o discurso ecológico e florescer uma nova existência do Ser. Acredita que se é para fazer moda de um jeito diferente, o sistema de produção precisa ser outro. Menos máquinas e mais mãos, Luan considera que essa alternativa gera mais envolvimento e alegria. Cabe destacar, também, que essa atitude promove funções e empregos que foram esquecidas pela modernidade, tais como costureiras e bordadeiras.

NOSSA Roupa que Conta História

A partir do curso de Ecodesign na Escola Livre Design ao Vivo orientado pela ecodesign Bernadete Brandão e pelo designer Hélcio Fabri, Luan Valloto repensou sobre seus desejos de construir um futuro melhor e suas motivações dentro do mundo da moda. O projeto NOSSA Roupa que Conta história, foi criado, então, dando voz a moda sustentável e o trabalho de diversas artesãos da região.

A grande concepção da marca é trazer ao consumidor peças confortáveis e sempre artísticas, modernas, mas também com a nostalgia do fazer a mão, renovando a moda sem agredir a natureza e em um círculo virtuoso. Hoje contam com 3 grupos de artesãs que desenvolvem suas técnicas de crochê, tricô, esmirna, bordado e costuras feitas à mão em fios e tecidos de seda, linho e algodão.

Peças de roupa a bolsas e acessórios, o NOSSA Roupa que Conta História busca dar um novo conceito peça por peça. Para isso, há princípios que norteiam esse projeto tais como a valorização do território nacional, a estética e a existência das artes manuais, os conceitos do Slow Fashion, a busca da natureza como forma de inspiração e o uso ético da moda, por exemplo. A moda faz parte da história da humanidade e nada mais justo que acompanhar a nova tendência do mundo de consumo consciente e mais sustentável. Essa situação gera a necessidade de peças mais duráveis, que por sua vez reduzem os resíduos.

Iluminar

A coleção Iluminar foi a última desenvolvida pelo artista Luan Valloto. A aposta dessa coleção é contemplar o conceito da iluminação. Ela foi inspirada na Serra do Mar no Paraná. Reforça, também, a consciência, o cuidado, o respeito à natureza. “A natureza em lentidão nos conduz a um novo local, mais íntimo, portanto, é preciso desacelerar”, como diz Luan Valloto sobre essas criações. O termo iluminar faz referência aos muitos despertares de uma vida. No qual, as lanternas se acende dentro de nós a cada descoberta de uma ética profunda que se relaciona com o mundo. São vistas nessa série de roupas e acessórios, fios e tecidos de seda do O casulo Feliz, linho, algodão, além das técnicas muito utilizadas pelo artista e suas artesãs de crochê, tricô, esmirna e bordado, por exemplo. São, portanto, tecidos e técnicas mais sustentáveis, encontrados na região.

Artigos relacionados