Melo e Kubot vencem por wo e estão na semifinal de Sidney

Eles buscam vaga na decisão do ATP 250, na Austrália, na madrugada desta quinta-feira (11) diante do indiano Rohan Bopanna e do francês Edouard Roger-Vasselin. Nas quartas de final, um dos adversários, o bósnio Damir Dzumhur, saiu machucado do seu jogo de simples e desistiu das duplas

O mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot, cabeças de chave 1, buscam na madrugada desta quinta-feira (11) a vaga na final do ATP 250 de Sidney, na Austrália. A partir das 2h (horário de Brasília), a dupla número 1 do mundo joga pelas semifinais do torneio contra o indiano Rohan Bopanna e o francês Edouard Roger-Vasselin – cabeças 4.

Em partida pelas quartas de final, nesta quarta-feira (10), Melo e Kubot venceram por wo a parceria Damir Dzumhur, da Bósnia, e Roman Jebavy, da República Tcheca. Dzumhur saiu machucado no segundo set do jogo de simples, diante do australiano Alex de Minaur, quando perdia por 3 games a 0 e, ao lado de Jebavy, teve de desistir das duplas. Bopanna e Roger-Vasselin derrotaram o francês Fabrice Martin e o norte-americano Nicholas Monroe por 2 sets a 0, parciais de 7/6(7-5) e 7/6 (7-5).

Melo e Kubot encerraram 2017 como a melhor parceria do mundo e dividem a primeira colocação do ranking mundial individual de duplas. Eles disputam o torneio em Sidney como preparação para o Australian Open, o primeiro Grand Slam do ano, que começa na próxima segunda-feira (15), em Melbourne.

Dois jogos, duas vitórias no início da temporada 2018
O mineiro Marcelo Melo, 34 anos, e o polonês Lukasz Kubot, 35 anos, estão jogando juntos desde o início da temporada 2017. Antes, formaram parceria em torneios como o ATP de Viena, onde foram campeões em 2015 e 2016. Em 2017, a dupla Melo e Kubot disputou 24 torneios, conquistou seis títulos, venceu 51 jogos, com apenas 18 derrotas. Entre essas vitórias está a 400ª da carreira do brasileiro, obtida na estreia em Roland Garros.

Neste início de temporada 2018, dois jogos e duas vitórias, esta última por W/O. Melo, que encerrou o ano como número 1 do mundo, ocupou a liderança do ranking pela primeira vez em 2015 e soma até agora 37 semanas no topo ao longo da carreira.

Recordista brasileiro em número de títulos: Marcelo Melo é o tenista brasileiro com maior número de títulos: 28, sendo oito Masters 1000.

Principais conquistas na carreira: o primeiro título em torneios ATP foi em 2007, no Estoril, em Portugal. Tem dois Grand Slam – Roland Garros 2015 e Wimbledon 2017 -, além de um vice em Londres (2013) e duas semifinais no US Open. Marcelo também lidera no número de títulos em Masters 1000. Em Paris, em novembro de 2017, chegou ao oitavo, depois de ganhar Shangai (2013 e 2015), Paris (2015), Toronto (2016), Cincinnati (2016), Miami (2017) e Madri (2017).

Principais resultados em 2017 (24 torneios):

6 títulos: (conquistados em três pisos diferentes):
Grand Slam – Wimbledon, Londres (Inglaterra), grama
Masters 1000 – Paris (França), rápida; Madri (Espanha), saibro; e Miami (EUA), rápida
ATP 500 – Halle (Alemanha), grama
ATP 250 – ‘s’Hertogenbosch (Holanda), grama

4 vice-campeonatos:
ATP Finals – Londres (Inglaterra)
Masters 1000 – Shanghai (China), Indian Wells (EUA)
ATP 500 – Washington (EUA)

1 semifinal:
Masters 1000 – Cincinatti (EUA)

6 quartas de final:
ATP 1000 – Monte Carlo (Monaco), Roma (Itália)
ATP 500 – Roterdã (Holanda), Rio (Brasil), Viena (Áustria)
ATP 250 – Shenzhen (China) – disputado com o alemão Alexander Zverev