RS

Feira da Agricultura Familiar em Torres vai até domingo

Jaqueline Tomé e o irmão retornaram à propriedade para empreender no campo – Foto: Divulgação/SDR

Os veranistas já podem conferir o autêntico sabor da colônia na Feira Estadual da Agricultura Familiar – Sabor Gaúcho, que começou na quarta-feira (31) e vai até domingo (4), na Avenida Itapeva, junto à Praça XV de Novembro, no centro de Torres. Para a sexta edição do evento, a Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR) viabilizou a montagem de 57 espaços para as agroindústrias familiares. A feira é realizada em parceria com a conveniada Emater RS, prefeitura de Torres, Sindicato dos Trabalhadores Rurais e Federação dos Trabalhadores da Agricultura (Fetag RS), com apoio do Sicredi.

“A feira é uma vitrine dos bons produtos da agricultura familiar e oferece aos consumidores o que de melhor é produzido no campo”, disse o secretário da SDR, Tarcisio Minetto, durante a abertura oficial do evento, em que representou o governador José Ivo Sartori. “Torres também é rural, e eventos como este agregam renda aos agricultores e receita à região”, destacou o prefeito Carlos Souza.

Os visitantes vão encontrar itens como queijos, salames, geleias, biscoitos, doces, sucos naturais, bolos, cucas, pães, vinhos, erva-mate, cuias, cachaça, mel, flores, plantas e artesanato. Os empreendedores familiares devem apresentar produtos novos e inovações. A novidade é a programação cultural, organizada pela Secretaria de Turismo, Esporte e Cultura de Torres.

Participando pela quinta vez da feira, o empreendedor rural Alzemiro André Moura, da Casa Garcia Vinhos, de Carlos Barbosa, lembrou que, no início, a feira foi uma porta de entrada para conquistar clientes e, hoje, um meio de mantê-los fiéis. “A degustação e o contato com o cliente são diferenciais”, destacou Moura. Atualmente, ele comercializa seus vinhos para vários estados do Brasil.

Alguns empreendedores rurais abandonaram a cidade para empreender no campo. É o caso de Rafaela Jacobs, da Sabores do Rancho, e Jaqueline Tomé, da Agrobom Panificados. Com três vacas Jersey, Rafaela Jacobs, que atuava em Enfermagem, começou a agroindústria em Estância Velha. Hoje, são 48 vacas em lactação. Rafaela contou que as feiras ajudam a fidelizar consumidores. “Tem uma cliente de São Leopoldo que, desde a primeira edição da feira que eu participei, vai todos os sábados buscar produtos em nossa agroindústria”, disse Rafaela.

Jaqueline trabalhava como vendedora em uma loja de shopping. Assim que a mãe percebeu que a venda de massas de porta em porta poderia se tornar um negócio maior e, após o investimento em equipamentos e a legalização no Programa Estadual de Agroindústria Familiar (Peaf), que oferece uma gama de serviços para os empreendedores, como qualificação técnica, assistência nas questões sanitárias, ambientais e tributárias, por exemplo, Jaqueline e o irmão retornaram para a propriedade.

Para participar das feiras apoiadas pela SDR, as agroindústrias devem participar do Peaf. Desta forma, o empreendimento está habilitado a solicitar autorização de uso do selo Sabor Gaúcho em seus produtos. O selo é sinônimo de produção oriunda da agricultura familiar.

SERVIÇO

  • O quê: 6ª Feira Estadual da Agricultura Familiar – Sabor Gaúcho
  • Quando: Até domingo (4)
  • Onde: Avenida Itapeva, junto à Praça XV de novembro, em Torres
Tags

Artigos relacionados

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios