10 coisas que você precisa saber antes de colocar silicone

O tamanho da prótese será discutida com o médico após a paciente expor o objetivo

Entra ano e sai ano a prótese de silicone para seios, conhecida como mamoplastia de aumento, continua sendo um dos procedimentos mais procurados nos consultórios de cirurgia plástica.

O cirurgião plástico Giancarlo Dall’ Olio afirma que a técnica é a segunda cirurgia plástica mais procurada no mundo, ficando atrás apenas da lipoaspiração. O especialista conta o que é preciso saber antes de colocar silicone:

O primeiro passo é saber se os seios da paciente estão totalmente desenvolvidos. “Não existe uma idade mágica a partir da qual pode ou não ser indicada uma cirurgia, cada paciente possui a sua particularidade a ser estudada”, explica o cirurgião plástico.

Estar em perfeitas condições de saúde é fundamental para realizar o procedimento. Por isso, antes da cirurgia é realizado um estudo pré-operatório que pode incluir avaliação de outras especialidades e inclusive exames de imagem das mamas.

O tamanho da prótese será discutida com o médico após a paciente expor o objetivo que deseja alcançar. Seja aumento do tamanho, corrigir alguma assimetria ou até mesmo para reconstrução mamaria após um câncer de mama por exemplo. A escolha do volume e modelo da prótese levam em conta as medidas do corpo da paciente como largura do tórax e dos ombros, distância entre os seios e espessura do tecido mamário, tipo de pele entre outros.

A estação do ano não influencia nos resultados da cirurgia mas podem ajudar no pós-operatório. Temperaturas mais amenas no outono e inverno fazem com que as pacientes sintam menos desconforto e inchaço, mais comuns no verão.

• As mulheres que estão em processo de emagrecimento devem esperar alcançar a meta de peso ideal para depois realizar a colocação da prótese de silicone. Caso o procedimento seja feito antes disso, pode ser necessário uma nova cirurgia para correção.

• A prótese de silicone não prejudica a amamentação.

• Se a mulher pretende engravidar em breve é aconselhável que a prótese de silicone seja colocada em média após um ano do parto.

Exames de rotina das mamas são feitos regularmente e as próteses não alteram em nada o rastreamento de doenças assim como também não predispõe a doenças como o câncer.

O tipo de anestesia empregado é uma escolha em conjunto do anestesiologista com a paciente sempre buscando o maior conforto e segurança sempre.

• As cirurgias devem sempre ser realizadas em ambiente hospitalar. Cirurgia segura em local adequado e com equipe especializada sempre.

 

Sobre o especialista

Doutor Giancarlo Dall’ Olio é cirurgião plástico formado pela Faculdade de Medicina do ABC. É membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – SBCP, Membro Titular do Colégio Brasileiro de Cirurgiões – CBC e de membro ativo da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica e Estética – ISAPS, como mentor e preceptor auxiliando na formação residentes de vários países. Realiza cirurgias estéticas da face, contorno corporal e cirurgias reparadoras em mulheres e homens. www.giancarlodallolio.com.br