215 milhões de cristãos são perseguidos no mundo

Diante de tantas guerras, conflitos e turbulências pelas quais o mundo passa, acompanhar o noticiário internacional se tornou um desafio. De acordo com dados da ONU, as guerras envolvem mais de 30% do mundo e destas, pelo menos metade tem motivos religiosos. Desta forma, a perseguição aos cristãos tem aumentado, tanto nas formas de violência, quanto de pressão e ameaças.

Iraque hostil aos cristãos 700x318 - 215 milhões de cristãos são perseguidos no mundo
Iraque: 7º país mais hostil aos cristãos – Foto: Portas Abertas/Divulgação

O cristianismo é, hoje, a religião mais perseguida do mundo e não há como ignorar essa realidade, mesmo em países que declaram liberdade de religião e de culto. Como faz, todos os anos, a organização mundial Portas Abertas divulgou, na quarta-feira 11/12, a Lista Mundial da Perseguição 2017, com os 50 países em que manter a fé cristã pode custar a vida. Click no mapa abaixo:

portas abertas lista mundial da perseguicao 2018 bx - 215 milhões de cristãos são perseguidos no mundo

Segundo dados da organização, existem hoje cerca de 2015 milhões de pessoas perseguidas, com diferentes graus de violência e pressão, em todo o mundo. Os números parecem exagerados, mas a pesquisa é minuciosa e conta com a auditoria das principais universidades europeias. Conforme a pesquisa, países da África representam um terço desses países e têm seus conflitos motivados principalmente pela guerra civil e, sobretudo, pelo comando de grupos islâmicos extremistas, como o Boko Haram, Seleka e Al Shabaab.

A lista traz outros números que merecem análise. Pelo 15º ano consecutivo, a Coreia do Norte ocupa o topo da lista, sendo que 100% dos cerca de 300 mil cristãos que vivem no país são perseguidos por sua fé. Desses, mais de 200 mil estão presos em campos de trabalhos forçados, em precárias condições de vida e saúde, submetidos a torturas e severas tarefas diárias.

A Lista Mundial da Perseguição é a única pesquisa deste gênero no mundo e, em 2017, está completando 25 anos de trabalhos. Realizada anualmente, ela avalia a liberdade que um cristão tem em praticar sua fé nas cinco esferas de sua vida: na individualidade, na família, na comunidade, na nação e na igreja. Cristãos de diversas nações são convidados a responder um total de 96 perguntas que, somadas as informações obtidas, culminam na pontuação do país na Lista. O resultado determina a ordem dos países na posição de 1 a 50.