Negócios

Programa Ecoinvent vai monitorar ciclo de vida de blocos de concreto

A Avaliação de Ciclo de Vida Modular (ACV-m) de blocos de concreto integrará o projeto ecoinvent, base de dados de ACV internacional e financiado pela Secretaria Suíça para Assuntos Econômicos (Seco) por meio do projeto “Sustainable Recycling Industries” (SRI).

O objetivo desse projeto, realizado no âmbito de um edital, lançado no final de 2017 pelo ecoinvent, consistiu em coletar dados dos processos de produção de alguns materiais de construção à base de cimento e compilá-los na forma de inventários de ciclo de vida (ICVs). “Posteriormente, esses indicadores foram submetidos à base de dados ecoinvent, para disponibilizar nesta base de dados inventários representativos da indústria brasileira”, explica a engenheira civil e pesquisadora do Laboratório de Componentes e Sistemas Construtivos Centro Tecnológico do Ambiente Construído do IPT, Fernanda Belizario Silva. O projeto ecoinvent teve início em janeiro de 2017, por meio de um consórcio composto pelo IPT, Unicamp, UFRGS, UFES e Quantis, com colaboração da USP.

Foram coletados dados dos seguintes produtos: clínquer, sete tipos de cimento brasileiros, 13 traços de concreto dosado em central, areia, brita, escória granulada de alto forno, argila calcinada e bloco de concreto. “No caso do bloco de concreto de 4 MPa, utilizamos os dados coletados no âmbito do projeto ACV-m, gentilmente cedidos pela Bloco Brasil, ABCP e CBCS, a quem agradecemos o apoio e a colaboração”, informa Fernanda.

O ACV-m de blocos e pisos intertravados de concreto foi desenvolvido em 2014 pelo Conselho Brasileiro da Construção Sustentável (CBCS), sob o patrocínio da ABCP e da Associação Brasileira da Indústria de Blocos de Concreto (BlocoBrasil). Participaram desse inventário de ciclo de vida 33 empresas fabricantes associadas à BlocoBrasil,iniciativa que resultou em índices que foram usados neste trabalho do IPT e demais universidades e entidades. O projeto tem conclusão prevista para este mês de maio de 2018.

Os dados coletados estarão disponíveis na base de dados ecoinvent, na forma de inventários de ciclo de vida. Esta base de dados é de acesso restrito a seus assinantes; entretanto, ela possui uma área de acesso público, que permite visualizar cada inventário de ciclo de vida separadamente, por meio do site https://ecoquery.ecoinvent.org. Além disso, explica Fernanda, há a intenção de disponibilizar os inventários de ciclo de vida desenvolvidos neste projeto no Banco Nacional de Inventários de Ciclo de Vida, chamado SICV (https://sicv.ibict.br/Node/), de acesso público.

Tags
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios