CASANEWS

Decoração para trazer a natureza para dentro de casa

Nem todo mundo tem um quintal amplo, mas, com algumas soluções de decoração, é possível trazer cores, aromas e (muitas) plantas para dentro do lar. A decisão de viver cercado pela natureza tem até nome: trata-se do estilo Urban Jungle, que arremata cada vez mais seguidores e virou tendência.

O estilo inspirou a arquiteta Patrícia Cillo, do escritório Figoli-Ravecca, a decorar a Galeria do Músico, na CASACOR Franca (SP), que encerrou ontem (15). A seguir, Patrícia dá 5 dicas para adotar o Urban Jungle e trazer a natureza para dentro de casa:

1 – Escolha plantas que cresçam bem dentro de casa

O interior de casa recebe pouca luz natural e, por conta da correria da vida, é fácil esquecer-se de regar as plantas. Felizmente, não faltam opções de espécies bastante resistentes. Para a Galeria do Músico, Patrícia escolheu bromélias, samambaias, costelas-de-adão e leguminosas, entre outras. O paisagismo é da Arte e Jardim, de Franca.

2 – Varie a aparência dos vasos e cachepôs

Se a proposta é viver mais perto das plantas, vale a pena exibi-las com orgulho. Plantar os vegetais de cabeça para baixo também fica criativo e instigante.  Patrícia e a equipe da Arte e Jardim variaram os tipos de vasos, ressaltando as plantas em cachepôs coloridos, jarros transparentes, tigelas de cerâmica e até taças de vidro.

3 – Posicione as plantas em locais inusitados

Para criar um efeito interessante, instale o seu jardim doméstico em espaços inesperados – no meio dos livros, alto da estante, chão, aparador ou entre dois móveis. Vale à pena deixar que as plantas cresçam e se esparramem para além dos limites esperados – por exemplo, lançando ramas para fora das prateleiras.

4 – Opte por revestimentos com cores da mata atlântica

Se quiser ousar, salpique seu ambiente com revestimentos de cores tropicais. Eles ressaltam a vocação de floresta urbana da sua casa. Patrícia adotou a estratégia e usou o papel de parede com motivos de abacaxi, um banco multicolorido e as poltronas laranjas e azul.

5 – Materiais naturais equilibram a energia das cores

Nos ambientes onde você passará mais tempo, como a sala de estar, vale a pena equilibrar a abundância de cores com materiais mais sóbrios. Para deixar o ambiente confortável, Patrícia contrabalançou o papel de parede com madeiras claras, como o freijó e o carvalho americano, presentes na estante, parede e teto. Além disso, fibras naturais marcam presença nos pufes.

Tags

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios