Estudantes da Fundação Liberato participam de feira no Chile

O Projeto ‘Blue Spot: vaga exclusiva com controle de acesso’, dos estudantes Jonatan William Correa Graf e Weslei Huppes Compagnoni, do Curso de Eletrotécnica da Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha (Novo Hamburgo/RS), participa da Expociencia Latinoamericana (ESI-AMLAT), entre esta segunda(2) e sexta-feira (6), em Antofogasta. Eles receberam o Prêmio Sintec – RS (Sindicato dos Técnicos Industriais do Rio Grande do Sul) de Inovação Tecnológica, na última edição da Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia (Mostratec), considerada a maior feira do gênero da América Latina. A orientação do projeto é de Lucas da Silva Machado.

Sobre o projeto         

Em todas as áreas de estacionamento aberto ao público, seja em estabelecimento privado de uso coletivo ou em vias públicas, devem ser reservadas vagas próximas aos acessos de circulação de pedestres, devidamente sinalizadas, para veículos que transportem pessoas com deficiência ou dificuldade de locomoção e idosos. A ordem normativa é de que 2% das vagas de um estacionamento sejam reservadas às pessoas com deficiência ou dificuldade de locomoção e que outros 5% sejam destinados aos idosos (idade superior a 60 anos).

O que se observa em grandes estacionamentos privados de uso coletivo é que a maioria destas vagas exclusivas é ocupada por veículos que não comportam um idoso ou pessoa com deficiência portadora da credencial de beneficiário. Assim, o projeto consiste em um dispositivo de controle de acesso às vagas exclusivas, “barrando” os condutores não credenciados e garantindo que o espaço esteja disponível exclusivamente para quem tem o direito de utilizá-lo.

O dispositivo é composto de três sistemas: identificação, comando e controle de acesso. Pode ser adotado tanto em formato de adesivo, fixado no para-brisa do veículo, ou em formato de cartão pessoal do beneficiário.