DestaqueRS

Prefeitura de Novo Hamburgo lança projeto de Prevenção à Violência

A prefeita Fátima Daudt e o secretário de Segurança de Novo Hamburgo, general Roberto Jungthon, apresentaram na manhã desta terça-feira, 3, no auditório da Fenac, o componente Prevenção à Violência que faz parte do Programa de Desenvolvimento Municipal Integrado (PDMI). Desenvolvido por meio de financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e em execução pela Prefeitura, o PDMI prevê a revitalização urbana – que está sendo realizada desde maio no centro da cidade -, o desenvolvimento econômico e a prevenção à violência. Esse terceiro componente foi elaborado para atender a jovens e adultos de 14 a 29 anos dos bairros considerados prioritários: Santo Afonso, Boa Saúde, Canudos e Diehl.

Conforme a prefeita Fátima, o plano para prevenir a violência foi pensado e elaborado com muito cuidado para trazer bons resultados a curto, médio e longo prazo. “Aproveitamos tudo o que estava no projeto inicial. Agora não é mais um plano, mas sim realidade. As ações representam nosso posicionamento para o futuro da cidade e para isso queremos contar com o apoio da comunidade e seguirmos com o auxílio das forças de segurança do município. Constitucionalmente, segurança é obrigação do Estado, porém, acreditamos que cada um deve fazer sua parte e Novo Hamburgo não está medindo esforços para fazer a sua e construir uma cidade melhor”, explicou.

O componente Prevenção à Violência terá três frentes, que são a Prevenção Social, Gestão da Informação e o Conhecimento e Fortalecimento Institucional. Na área da Prevenção Social são cinco projetos, entre eles o Apoio à Educação de Jovens e Adultos (EJA), que já ocorre nos bairros Santo Afonso e Canudos em parceria com a Secretaria da Educação, e prevê a formação continuada dos servidores e qualificação de jovens e adultos. Também fazem parte da prevenção social a Formação Laboral; Núcleos de Formação em Comunicação Cidadã; Núcleos de Oficinas de Esporte, Lazer e Cultura; e Núcleo de Justiça Comunitária.

Quanto à Gestão de Informação e Conhecimento, está previsto o projeto do Observatório de Segurança, a cargo da Secretaria de Segurança, que visa a institucionalização dos processos de coleta, diagnóstico e análise das dinâmicas que resultem em violência. “Esse projeto já foi implantado em sua primeira etapa e a partir de agora será aprimorado. Queremos oferecer uma análise completa no sentido de que o poder público possa enfrentar adequadamente as questões relativas à violência”, esclareceu o general Jungthon.

Por fim, o Fortalecimento Institucional pretende incrementar a capacidade de articulação entre as agências que operam a segurança na área do município. “É preciso sistematizar regimentos internos, processos padrões, ver quais grades de cursos para Guarda fica melhor. Isso para fortalecer a institucionalidade e os servidores que atuam na área de segurança”, concluiu o general. Também participaram do evento o vice-prefeito Antônio Fagan, os secretários municipais de Obras Públicas, Serviços Urbanos e Viários, Paulo Magalhães; de Educação, Maristela Guasselli; de Esporte e Lazer, Jorge Schmidt; da Cultura, Ralfe Cardoso; do Desenvolvimento Econômico, Paraskevi Bessa-Rodrigues; e do Desenvolvimento Urbano e Habitação, Roberta Gomes de Oliveira.

Confira os projetos da Prevenção Social:

Apoio à Educação de Jovens e Adultos – Projeto já ocorre nos bairros Santo Afonso e Canudos, em parceria com a Secretaria da Educação, e prevê a formação continuada dos servidores e qualificação de jovens e adultos.

Formação Laboral – A cargo da Secretaria de Desenvolvimento Social e em parceria com a Associação do Bem-Estar da Criança e do Adolescente (Asbem), as aulas oferecerão qualificação profissional em diversas áreas, inclusive para trabalhos autônomos e com utilização, ainda, do Programa Menor Aprendiz.

Núcleos de Formação em Comunicação Cidadã – Executado pela Secretaria de Cultura com a Feevale prevê oferecer condições de produção digital – criar vídeos, áudios, tecnologias e internet – para que os participantes possam divulgar e valorizar seus espaços.

Núcleos de Oficinas de Esporte, Lazer e Cultura – Executados pelas Secretarias de Esporte e Lazer, junto com a Cultura, desenvolverão ações esportivas para qualificação de espaços públicos e cursos de hip-hop, música, capoeira, entre outros.

Justiça Comunitária – A cargo da Secretaria de Desenvolvimento Social, a ideia é disseminar técnicas para a mediação de conflitos junto aos jovens e, principalmente, às famílias desse público. O trabalho será executado por assistentes sociais, psicólogos e profissionais de direito, na antiga base do Pronasci, no bairro Santo Afonso.

Artigos relacionados