GeralModa & Beleza

Homenagem aos 50 anos da Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha

212580 G 1 - Homenagem aos 50 anos da Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da CunhaO cinquentenário da Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha, de Novo Hamburgo, foi homenageado na Assembleia Legislativa, na tarde desta quarta-feira (12), em Grande Expediente compartilhando entre os deputados Tarcísio Zimmermann (PT), João Fischer (PP) e Lucas Redecker (PSDB).

O deputado Lucas Redecker (PSDB) iniciou agradecendo ao deputado Tarcísio Zimmermann a gentileza de compartilhar, “o espaço do Grande Expediente Especial, comigo e com o colega João Fischer”. Referiu que, como cidadão e deputado do Vale dos Sinos “sou testemunha da importância da Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha para a região e para o Estado”.

Para ele, a instituição é daqueles exemplos que orgulham, pois é sinônimo de qualidade e referência no ensino técnico. O segredo do sucesso da escola está na inovação e na excelência na formação de técnicos com inserção garantida no mercado de trabalho, opinou. Nesses 50 anos de atividades, citou, saíram da fundação com uma profissão cerca de 8 mil pessoas, “homens e mulheres que viram no trabalho da Liberato uma oportunidade para mudar de vida”.

Ressaltou que a Fundação Liberato teve papel fundamental no estímulo ao setor coureiro-calçadista, formando milhares de profissionais que atuam hoje tanto no Estado quanto no país. “Igualmente importante é o papel que ela desempenha na busca de soluções para os problemas que afetam o cotidiano das pessoas”, ressaltando o exemplo do projeto de asfalto ecológico e econômico, que utiliza na sua base embalagens plásticas de xampu e produtos de limpeza. Ainda mais engenhoso é o sistema criado por alunos que impede o rapto de bebês.

Lembrou, ainda, que na sua trajetória, a Liberato se destacou também pela realização da Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia, com a colaboração de instituições públicas e privadas. “A Mostratec destina-se à apresentação de projetos de pesquisa científica e tecnológica nas diversas áreas do conhecimento humano, desenvolvidos por alunos do Brasil e de outros países, principalmente da América Latina. “Uma oportunidade única para incentivar o jovem a desenvolver projetos utilizando o método científico como um dos instrumentos para o desenvolvimento de habilidades específicas”, apontou.

Assim, sublinhou, a Fundação Liberato entrega não apenas uma formação técnica de qualidade, mas também vitoriosa aos seus alunos, cumprindo com o que determina a missão definida no seu planejamento estratégico: “promover a formação integral de profissionais comprometidos com as exigências do seu tempo”. Conforme destacou Redecker, é preciso torcer para que o exemplo da Liberato se multiplique no Estado e no país, “pois acredito que a educação é o grande agente transformador. Uma sociedade justa e igualitária se constrói por meio da educação e da cultura do seu povo e, nisso, a Fundação Liberato contribui enormemente para o desenvolvimento do Rio Grande do Sul e do país”.

Presentes, o secretário da Educação, Luis Antonio Alcoba de Freitas, representando o governador do Estado; o presidente do Conselho Técnico Deliberativo da Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha, Pedro Luiz Maboni; o diretor-executivo da Fundação, professor Leo Weber; o representante da Procuradoria-Geral de Justiça, procurador de Justiça Carlos Eduardo Vieira da Cunha, ex-presidente da ALRS e sobrinho de Liberato Salzano Vieira da Cunha; a representante da Prefeitura Municipal, secretária de Educação Maristela Guasselli; o representante da Câmara Municipal de Novo Hamburgo, Vereador Raul Cassel; o ex-vice governador do Estado, ex-ministro e ex-aluno da Escola Liberato, Miguel Rossetto, e o presidente da Associação de Pais e Mestres da Fundação Liberato, Daniel Gattelli.

Artigos relacionados