São Leopoldo

São Leopoldo prepara a 11ª Conferência Municipal de Assistência Social

Ary Vanazzi - São Leopoldo prepara a 11ª Conferência Municipal de Assistência Social
O prefeito de São Leopoldo, Ary Vanazzi, assinou o ato de convocação nesta terça-feira, 13 de junho, no Centro Administrativo – Foto: Charles Dias

São Leopoldo prepara mais um momento de discussão de políticas públicas com a sociedade e o governo municipal. No dia 6 de julho será realizada a 11ª Conferência Municipal de Assistência Social com o tema “Garantia de direitos no fortalecimento do Sistema Único de Assistência Social- SUAS”. O prefeito de São Leopoldo, Ary Vanazzi, assinou o ato de convocação nesta terça-feira, 13 de junho, no Centro Administrativo. O evento ocorre na Paróquia São José Operário (rua Jacob Wieckert, 211- bairro Fião), das 8h30 às 17h.

A conferência será organizada pela Secretaria de Desenvolvimento Social. O titular da pasta, Rodrigo de Mello Castilhos, ressaltou que a conferência terá o papel de avaliar as políticas públicas, propor e definir prioridades, além de monitorar a implementação e execução destas demandas. “A conferência não vai ser realizada apenas porque é uma obrigação e segue uma orientação nacional. Vamos dialogar com a sociedade civil, com os setores organizados, para discutir o que é importante acontecer nesta área, orientar investimento com a relação entre as áreas de Assistência Social, Segurança, Educação, Saúde, Direitos Humanos, Políticas para Mulheres”, afirmou.

Castilhos lembrou ainda que o dia 12 de junho foi o Dia Mundial contra o trabalho infantil e destacou a importância de trabalhar este tema. O secretário mencionou que na gestão passada, dados oficiais apontaram que não existia trabalho infantil no município, entretanto, discorda, pois considera que as características do trabalho infantil mudaram, já que crianças e adolescentes são aliciados pelo tráfico de drogas e refletem nos índices de violência. “Adolescentes e jovens morrem por falta de prevenção, violência e trabalho infantil”, disse.

Para a presidente do Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), Eliene Amorim, este evento vai mobilizar o Conselho, trabalhadores da rede de Assistência e usuários para um diálogo. “Em um momento que vemos a volta da fome, é preciso pensar em estratégias, promover o debate para garantir direitos a saúde, educação, afeto e compromisso da rede social”, considerou.

Publicidade
Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios