Geral

Bayer lança regulador de crescimento para cultura da maçã

Bayer lança regulador de crescimento para cultura da maçã - Bayer lança regulador de crescimento para cultura da maçã
Os Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná são responsáveis por 99% da produção de maçãs do País

Entre os dias 25 e 27 de julho a Bayer participa da 15ª edição do Encontro Nacional sobre Fruticultura de Clima Temperado (Enfrute), em Fraiburgo (SC). Com foco na cultura da maçã, a empresa lançará o Ethrel®, regulador de crescimento que visa controlar a quantidade de frutos das macieiras, dando condição para que as árvores possam produzir melhores frutas e com mais qualidade.

À medida que a árvore floresce, alguns galhos podem gerar mais frutos do que podem suportar, assim provocando competição por nutrientes, conforme explica Elaine Delgado, coordenadora de marketing da Bayer para a região Sul: “No momento que o produtor percebe o excesso de frutos, é comum praticar o raleio. Ao pulverizar o Ethrel®, a seleção é estimulada e desta forma, o agricultor tem mais economia de tempo e mão de obra”, aponta Elaine.

Esta seleção, além de deixar os melhores frutos na árvore, também visa garantir a quantidade que os galhos conseguem suportar e nutrir adequadamente. Para maior comodidade e segurança na produtividade, é possível aplicar o Ethrel® entre 5mm e 20mm do fruto, o que proporciona uma janela de uso maior, trazendo flexibilidade para o manejo do raleio.

Os Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná são responsáveis por 99% da produção de maçãs do País, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Uma preocupante realidade desses pomares é a grande incidência de cancro europeu ou nectria, uma doença que vem causando muitos problemas, inclusive prejuízos como a perda da planta infectada.

Durante o Enfrute, a Bayer também apresentará o fungicida sistêmico Aliette®, uma importante tecnologia na luta contra o cancro europeu. Um ponto importante de infecção da doença são as lesões naturais causadas pela desfolha da planta e pela colheita e, de acordo com Elaine Delgado, a melhor maneira de lidar com a problemática é a prevenção.

“Quando já instaurado, o cancro europeu pode acometer toda a produtividade do agricultor. Prevenir é o mais adequado e, neste acaso, recomendamos aplicar o fungicida já durante a floração, na primavera, e a segunda pulverização após quinze dias”. Entretanto, Elaine ressalta que o Aliette® não é usado apenas de modo preventivo. “Seu uso também ajuda a cicatrizar as lesões da doença, pois melhora a planta como um todo, devido às defesas naturais que ele estimula a planta a promover”, finaliza Elaine.

Na ocasião, os produtores ainda poderão se cadastrar no Programa de Pontos, iniciativa de fidelização que consiste em oferecer ao produtor rural a possibilidade de acumular pontos na compra de insumos agropecuários e trocá-los por serviços técnicos, consultorias, treinamentos e produtos voltados à lavoura.

Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios