Novo HamburgoRSSão Leopoldo

Reunião do GGI debate a exploração sexual no município

A exploração sexual de crianças e adolescentes pautou a reunião ordinária do Gabinete de Gestão Integrada (GGI-M), realizado nesta quinta-feira no Salão Nobre da antiga Prefeitura. Participaram da reunião, além da Guarda Civil Municipal (GCM), integrantes da Prefeitura de São Leopoldo; Câmara de Vereadores; Conselho Tutelar; Brigada Militar; Polícia Civil; Corpo de Bombeiros; Exército; Polícia Rodoviária Federal e Defesa Civil.

Câmara Temática - Reunião do GGI debate a exploração sexual no município
Foto: Charles Dias

A Câmara Temática sobre exploração foi instalada em 22 de junho e é o terceiro encontro que busca soluções conjuntas para combater este tipo de crime. A Diretora de Políticas de Segurança Cidadã da Secretaria Municipal de Segurança e Defesa Comunitária (Sesdec), Raquel Zimmermann, falou sobre a questão ser pautada em vários espaços e nas Redes de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher e de Enfrentamento à Violência Doméstica e Sexual contra Criança e Adolescente. “Existe uma demanda reprimida alarmante e a Rede deve ser fortalecida. E, a partir disso, criar estratégias municipais e elaboração de políticas públicas em que o GGI possa auxiliar”, reforçou. Raquel ainda ressaltou sobre a estruturação do Observatório da Criança e do Adolescente para se obter mais dados.

O secretário de Segurança e Defesa Comunitária, Carlos Sant’Ana, acrescentou que a pauta foi inserida para mobilizar e criar políticas de ações que possam enfrentar o crime contra crianças e adolescentes. “O assunto foi trazido em função de uma letargia em relação ao problema. Temos três Planos Municipais de Enfrentamento à Violência Doméstica e Sexual contra Criança e Adolescente e nenhum foi aplicado e o último prorrogado”, enfatizou Sant’Ana, completando que a reação do poder público deve ser mais forte e concreta.

Presente na reunião, a secretária-adjunta de Educação (Smed), Mariléia Sell, colocou a secretaria à disposição e referiu que é importante uma qualificação com professores em relação à escuta. Além de ser uma temática importante a ser dialogada nas escolas. A próxima reunião está prevista para o dia 31 de agosto.

Outros temas ligados à segurança pública também entraram na pauta do GGI-M. O diretor-geral da GCM, Wagner Pires, destacou a importância das ações integradas entre Brigada Militar, GCM e Polícia Civil. Além disso, citou sobre a reunião da Associação dos Municípios do Vale do Rio dos Sinos (AMVRS) e a licitação conjunta em que as cidades de São Leopoldo, Sapiranga, Dois Irmãos, Lindolfo Collor e Novo Hamburgo serão contempladas. “Serão R$ 1,5 milhão em recursos para as câmeras OCR (que detectam veículos em situação de furto ou roubo pela leitura da placa), com pontos já estão pré-definidos. A previsão da licitação é no mês de novembro”, complementou.

O titular da 3ª Delegacia de Polícia Regional Metropolitana (DPRM), delegado Rosalino Seara, frisou que desde o início de 2017 há ações que ajudam na redução de homicídios e outas regiões tem se espelhando nas ações integradas da cidade. “Em julho, foram menos homicídios em São Leopoldo do que em Novo Hamburgo. Em 2016, São Leopoldo ficou em segundo lugar na redução de homicídios, Novo Hamburgo ficou em primeiro”, informou Rosalino.

De acordo com Luciano Lawisch, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a integração ajuda no trabalho e a tendência é continuar. “Estamos pesquisando outas operações de outros estados que tenham impacto na criminalidade, apesar de termos dificuldades em relação a viaturas e material humano”, colocou Lawisch.

Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios