DestaqueModa & Beleza

Criatividade, beleza e desconstrução por mãos femininas

A expressão individual por meio do vestir é um movimento de consolidação da personalidade, que é uma busca constante. Nessa lógica, a curitibana Sassy, lançada oficialmente no primeiro semestre desse ano, veio trazer um olhar mais conceitual e crítico para as tendências de consumo, pensando em diversos desdobramentos sociais, econômicos e sustentáveis.

Publicidade

A marca, que surgiu pelas mãos da Rafaela Camilo – comunicadora e DJ – e Fernanda Pompermayer – fotógrafa e designer -, foi desenvolvida em Curitiba por meio do olhar artístico e inovador da dupla e vai além de ser mais um segmento da indústria. A autenticidade das produções também busca trazer reflexões sobre a forma de reagir ao que já existe e que pode ser transformado.

 

Para as fundadoras, rebater o panorama atual de criação e elaboração no mundo da moda é um ato político. “Vivemos uma nova era, em que, além de questionarmos a estrutura da economia capitalista/masculina, queremos mudar o panorama atual com as nossas próprias mãos. Propomos por meio da economia feminina novos valores que exploram o diálogo, a integridade, o consumo consciente e o empoderamento”, explica Fernanda. A Sassy imprime sua marca tanto pela singularidade de suas peças, looks e fotografias quanto pelo ideal de contrastar os padrões atuais no universo contemporâneo da moda.

Publicidade

ESTILO E TENDÊNCIAS

As confecções e estampas compõem visuais excêntricos e únicos, com muita cores, texturas e cortes distintos. “Criamos peças para serem usadas por pessoas reais e que se mantém acordadas e críticas”, comenta Fernanda. Isso se reflete nos editoriais da marca, com exposição de vários tipos diferentes de corpos, tamanhos, cores e ambientes.

Cada peça possui sua exclusividade e não há um padrão nas tendências. O corte flare com cós alto das calças lygia (R$ 230) de veludo pode tanto compor um look mais sério, como ficar descontraído se usado com a blusa de mesmo tecido (R$ 190), estilo top chocker, nas cores amarelo, cinza, verde, preto e vermelho.

As capas de chuva petra (R$ 320) são a aposta mais excêntrica, com cores marcantes e tecido plástico transparente. Já os conjuntos estampados yayoi de calça (R$ 240) e camisa (R$ 220) trazem influências dos anos 90 contrastando com o corte dos vestidos georgia (R$ 330), que embora tragam fendas e decote, têm um ar mais clássico, inclusive pelo tecido brilhante e delicado. As peças da Sassy estão disponíveis no e-commerce da marca, com entrega em todas as regiões do Brasil.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar