Saúde

Sarahah: quando o sigilo pode provocar ‘bullying’ e mensagens de ódio na Internet

De origem saudita, o aplicativo Sarahah quer dizer “honestidade” e vem se tornando o mais popular e utilizado entre os jovens. Com ele, os usuários podem fazer perguntas uns para os outros de maneira anônima e sem a opção de respondê-las. Mas, o que parece ser divertido também pode ser uma porta de entrada para propagação de mensagens de ódio, discriminação e “bullying” – termo em inglês utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo ou grupo de indivíduos, causando dor e angústia à vítima.

De acordo com Sarah Lopes, psicóloga do Hapvida Saúde, o anonimato é um fator chave para que os usuários usem o Sarahah de maneira agressiva. “Por se tratar de um aplicativo anônimo, os jovens estão fazendo um uso indiscriminado, podendo ocasionar situações mais graves. O fato de ser sigiloso faz com que as pessoas percam o medo de falar. O mesmo acontece com as redes sociais já existentes, nas quais alguns usuários se escondem atrás das telas para falar o que pensam, na ilusão de que não serão descobertos”, esclarece.

 

A psicóloga explica que os jovens são mais atraídos, pois estão na fase de paquerar, muitas amizades e, às vezes, querem descobrir mais informações de alguém e não têm coragem de fazer isso de maneira explícita. A especialista alerta para os riscos que o uso indevido do aplicativo pode proporcionar aos jovens e que os pais devem acompanhar de perto o comportamento dos seus filhos.

 

“O uso excessivo pode prejudicar os estudos ou até mesmo a vida social. Entretanto, o prejuízo maior se dá no modo como o aplicativo é utilizado, isto é, para quais finalidades. Se é utilizado para paquerar, para descobrir se alguém está disponível, tudo bem. Faz parte da idade. Mas se é utilizado com fins de assediar alguém moralmente, prejudicando-o, esse é o principal malefício. Por isso, os pais devem ficar atentos e observar se os filhos estão agindo da forma adequada às postagens, se estão prejudicando alguém ou sendo prejudicados”, enfatiza.

 

Como agir ao receber uma mensagem ofensiva – Ao receber uma mensagem indesejada e ofensiva pelo Sarahah, é importante guardar provas. Então, tire ‘prints’ da tela para registrar o ocorrido. Depois disso, vá até uma delegacia e faça um B.O. (Boletim de Ocorrência) para que a denúncia seja apurada. É importante saber que, se o Poder Judiciário considerar que ação é um crime, o sigilo do aplicativo pode ser quebrado para identificar o infrator. Além disso, também é possível bloquear o usuário para deixar de receber mensagens indesejadas.

Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios