RSSão Leopoldo

Prefeito Ary Vanazzi entrega carta pelo Centenário ao governador Sartori

O prefeito de São Leopoldo Ary Vanazzi entregou ontem (17) ao governador José Ivo Sartori uma carta em que relata a grave situação do Hospital Centenário e pede ajuda do Estado para que a casa de saúde, que completou 86 anos sem nunca ter fechado as portas, não entre em colapso e deixe de atender a comunidade do município e da região. A Fundação Hospital Centenário sofre com um déficit mensal que chega a R$ 6 milhões, sendo R$ 1,6 milhão diretamente de seus cofres, e o restante tendo que ser repassado pelo Município para cobrir somente a folha de pagamento, cofre que também está combalido. Vanazzi aproveitou a participação do governador em uma atividade da Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Tecnologia (ACIST) para, em uma conversa rápida e informal, apresentar a demanda do Centenário. Ele recebeu como resposta que o assunto será levado adiante, com a Secretaria de Saúde e o governo federal, mas que o Estado não teria dinheiro para aumentar os recursos.
hc - Prefeito Ary Vanazzi entrega carta pelo Centenário ao governador SartoriAtualmente, o Hospital Centenário recebe do governo estadual a quantia de R$ 235 mil, para atender a mais de um milhão de pessoas, já que é referência, em várias especialidades, para 15 municípios da região. Além disso, existe o risco, iminente, do Centenário deixar de atender a outros municípios nas especialidades em que é referência, como a neurologia, por exemplo.  Na neuro, São Leopoldo atende  pacientes de 15 cidades, mas não recebe, desde 2007, qualquer valor para isso.
Enquanto isso, hospitais da região recebem 3, 4 e até 5 milhões, sem precisarem atender a outros municípios. Uma reunião na próxima segunda-feira, na Secretaria de Saúde do Estado, vai discutir alternativas para salvar o Hospital Centenário. Após esta audiência, conforme o resultado, medidas precisarão ser tomadas com urgência.
Entenda o caso:
O Hospital Centenário tem uma despesa mensal de R$ 9 milhões; recebe do governo estadual R$ 235 mil, do federal R$ 2,3 milhões e o restante, cerca de R$ 6 milhões, a Prefeitura tem que bancar.
A Fundação Hospital Centenário acumula uma dívida de R$ 29 milhões.
O Hospital Centenário tem 867 funcionários e 200 leitos. Atende a 15 municípios, somente na neurologia, sendo que os recursos são integralmente repassados pela Prefeitura.
O atraso nos pagamentos de fornecedores, por falta de dinheiro em caixa, tem gerado suspensão de serviços e de medicamentos, deixando a população desassistida.
O Hospital Centenário é um hospital geral, de portas abertas, com atendimento de urgência e emergência. Na oncologia, é referência para 18 municípios em alta complexidade.
A Prefeitura está com um rombo financeiro mensal de R$ 7 milhões e não consegue pagar a folha do funcionalismo e nem mesmo cumprir com outras obrigações contratuais, por absoluta falta de receita.
Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios